0

Você não possui itens no carrinho de compras.

Voltar para a Home do Blog

Tragédia no Canal da Mancha

Vista área do Canal da Mancha - Foto: Reprodução

As águas do Canal Mancha, estreito que separa o norte da França do sul da Inglaterra, registraram um fato triste neste último fim de semana. O experiente triatleta britânico Nick Thomas faleceu ao tentar concluir a famosa travessia de aproximadamente 33 km. As causas da morte não foram divulgadas, mas sabe-se que o atleta passou mal durante o percurso e perdeu a consciência ainda na água.

Thomas nadava normalmente há cerca de 16 horas e começou a perder os sentidos quando estava próximo de concluir o percurso. Ele precisou ser retirado da água pela equipe de socorro que o acompanhava e registrava a travessia. Ao que tudo indica o britânico sofreu um mal súbito enquanto nadava. Ele recebeu massagens cardíacas e tentou se reanimado a caminho do hospital em Calais, na costa francesa, mas não resistiu e morreu neste domingo.

O triatleta Nick Thomas - Foto: Reprodução

O triatleta Nick Thomas – Foto: Reprodução

Nick Thomas tinha 45 anos e era um triatleta com experiência internacional. Em 2014 ele terminou o Enduroman, competição tradicional de ultratriatlo que acontece na Europa, na 19ª colocação e também tinha no currículo participações em provas de Ironman e Ultraman.

Desde 2013 não haviam mortes na tentativa de atravessar o Canal da Mancha a nado. Na ocasião, a inglesa Susan Taylor passou mal enquanto nadava no Canal visando arrecadar fundos para uma entidade de caridade. Em 1988 a brasileira Renata Agondi morreu após uma falha na rota de sua travessia, que lhe deixou exausta e exposta tempo demais nas águas frias do Canal, que lhe causaram uma hipotermia fatal.

Por Guilherme Freitas

Deixe um comentário

To Top