0

Você não possui itens no carrinho de compras.

Voltar para a Home do Blog

Um desafio inesquecível nas águas do Rio Negro!

A travessia acontece dia 30 de abril- Foto: Organizador do evento

Cruzando três países (Colômbia, Venezuela e Brasil) ao longo de 2,2 mil km, o Rio Negro é o mais extenso rio de águas negras do mundo e o segundo maior em quantidade de volume de água, atrás apenas do gigante Amazonas. Ele também é protagonista em um dos mais belos espetáculos da natureza: o encontro das águas, que é quando as águas escuras do Rio Negro se esbarram com as águas barrentas do Rio Solimões. Por aproximadamente 6 km as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar. Uma das atrações mais famosas da região amazônica e que vale o passeio.

Uma outra atração que também vale o passeio é nadar o Rio Negro Challenge 2017. Organizado pela Aquática Amazonas e disputado na Praia da Ponta Negra de Manaus, o evento será composto por duas competições distintas: a Maratona Aquática e o Circuito Curumim. A Maratona Aquática contemplará duas travessias de 1,5 km e de 3 km e o Curumim é destinado aos atletas de 8 a 13 anos com uma prova mais curta de 500m. E algumas características fazem dessa prova ser algo especial.

Mapa do percurso das provas de 1,5 km e 3 km - Foto: Organizador do evento

Mapa do percurso das provas de 1,5 km e 3 km – Foto: Organizador do evento

A começar pelo grau de acidez elevado da água (cerca de -PH 3,8 a 4,9). No Rio Negro a densidade é baixa, o que dificulta bastante a flutuação do nadador dentro d’água e lhe dá a sensação de estar afundando. Ou seja, o atleta que encarar essa travessia precisa estar preparado para enfrentar este tipo de desafio e poupar energia ao longo do percurso para não cansar demais no início da prova. Um evento que ajuda a fortalecer a parte mental do nadador em busca da melhor estratégia.

Outra característica interessante da prova é a temperatura da água. No Rio Negro ela gira por volta dos 28°C, uma temperatura bem acima da média das principais provas em águas abertas que os atletas estão acostumados a nadar, principalmente quando comparada a água do mar. Encarar estas condições é outro teste para o nadador que procura por novos desafios e que faz com que o Rio Negro Challenge seja um evento bastante atrativo.

O encontro das águas entre o Negro e o Solimões - Foto: Reprodução

O encontro das águas entre o Negro e o Solimões – Foto: Reprodução

Uma curiosidade sobre o local do evento é que o ciclo da seca e da cheia do Rio Negro varia ao longo do ano. Entre dezembro e junho a região amazônica entra no clico de cheia devido à estação de chuvas. Com isso a faixa de areia fica mais curta e o rio mais alto, cerca de 30 metros acima do nível do mar. No ciclo de seca, com poucas chuvas entre julho e novembro, a faixa de areia aumenta e o nível do rio cai cerca de 15 metros acima do nível do mar.

O Rio Negro Challenge 2017 é um dos principais eventos dos esportes aquáticos da região Norte e uma prova que traz uma experiência única, afinal, é onde o atleta poderá testar seus limites em um local totalmente diferente daquele que ele está acostumado a encarar ao longo do ano. E como tudo não se resume ao esporte, ele também poderá curtir a bela região tropical da Amazônia nos momentos de descanso.

As inscrições para a Maratona Aquática e o Circuito Curumim já estão abertas e podem ser feitas através do novo serviço da SWIM CHANNEL: o inscrição de provas. Clique aqui, escolha sua prova e boa competição nas águas do Rio Negro!

Por Guilherme Freitas

Deixe um comentário

To Top