1500m abaixo de 15 minutos, não foi dessa vez…

29/07/2017

Facebook Twitter

Guilherme Costa chegou a Budapeste com a expectativa de tornar-se o primeiro homem brasileiro a nadar os 1500m livre abaixo dos 15 minutos. Seus resultados no Campeonato Paulista e no Troféu Maria Lenk indicavam que a quebra da berreira estava próxima. Ela continua próxima e deve acontecer, porém, não foi na capital húngara. Nadando em uma série onde os líderes não foram tão rápidos, Guilherme acabou não conseguindo manter um ritmo mais forte e como revelou depois da prova sentiu os últimos 500 metros.

Guilherme optou por não nadar os 400m e os 800m livre, focando 100% de sua atenção nos 1500m livre. O objetivo era nadar abaixo do recorde sul-americano e consequentemente tentar algo na casa dos 14 minutos, mas com 15min08s07 ele aumentou quase seis segundos de seu recorde sul-americano e foi o 19º no geral. Em entrevista o Sportv disse que os 1500m livre abaixo dos 15 minutos devem sair no futuro e com naturalidade. O mais rápido dessa eliminatória foi o ucraniano Mykhailo Romanchuk com 1min44s11.

Guilherme Guido se prepara para os 50m costas - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Guilherme Guido se prepara para os 50m costas – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

O único brasileiro que caiu na água nas eliminatórias de hoje e conseguiu avançar para as semifinais foi o outro Guilherme da delegação. Guilherme Guido que nos 100m costas chegou a sua primeira final em Mundiais, nadou para se classificar nestes 50 metros e com 25s13 conseguiu o 14º tempo. Para entrar na final Guilherme precisará nadar na casa dos 24 segundos e próximo de suas melhores marcas pessoais. O mais rápido das eliminatórias foi o japonês Junya Koga com 24s54.

Após a histórica medalha de ouro nos 50m costas, Etiene Medeiros voltou a piscina para encarar os 50m livre. Finalista olímpica no Rio-2016, a nadadora não repetiu suas recentes boas performances e acabou fora da semifinal. Com 25s26 Etiene fez apenas o 21º tempo. As semifinais foram fortes e para passar pelas preliminares era necessário nadar na casa dos 24 segundos. Melhor nadadora na temporada a sueca Sarah Sjöstrom foi a mais rápida com 24s08 seguida pela campeã olímpica Pernille Blume com 24s32.

Etiene Medeiros durante os 50m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Etiene Medeiros durante os 50m livre – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nas eliminatórias dos 50m peito apenas duas atletas conseguiram nadar abaixo dos 30 segundos: as arquirrivais Lilly King e Yulia Efimova, que devem decidir na prova mais rápido do estilo quem será a grande vitoriosa no nado peito. Campeã mundial dos 100m peito, King foi mais rápida com 29s76, seguida pela campeã mundial dos 200m peito com 29s99. Parece difícil outra nadadora conseguir furar o domínio das duas nadadoras. Atual recordista mundial da prova, Ruta Meilutyte foi a sexta melhor classificada e busca na prova sua última chance de sair de Budapeste com uma medalha.

Por fim tivemos as eliminatórias do revezamento 4x100m livre misto que mais uma vez não teve participação brasileira. Novamente os Estados Unidos são os favoritos aos ouro. Com um time reserva passaram para a final com segundo melhor tempo 3min23s93, mas na tarde deverão ter reforços de peso como Nathan Adrian e Mallory Comerford. Porém, é a Holanda quem vai na raia 4 com o tempo de classificação de 3min23s89. O sétimo dia de finais em Budapeste tem início a partir das 12h30 com transmissão do Sportv. Clique aqui e confira o resultado completo das eliminatórias.

Por Guilherme Freitas

Tags

Budapeste-2017 Campeonato Mundial Etiene Medeiros Guilherme Costa Guilherme Guido natacao