A impressionante regularidade do 4x100m livre brasileiro

Desde o Pan-Pacífico de Gold Coast o 4x100m livre firma-se como um dos melhores do mundo e já ganhou quatro medalhas em grandes eventos

11/08/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Revezamento 4x100m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Revezamento 4x100m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Desde a medalha de bronze no Campeonato Pan-Pacífico de Gold Coast em 2014 o Brasil vem se firmando como uma das melhores e mais regulares equipes do mundo na prova do revezamento 4x100m livre. Após um período entre 2010 e 2013 sem grandes resultados expressivos, a equipe se consolidou entre as grandes e vem tirando o sono dos  técnicos e nadadores adversários.

Desde então foram seis participações em grandes eventos internacionais entre 2014 e 2018 com um saldo bastante positivo. A equipe esteve sempre na final, conquistou quatro medalhas, manteve uma regularidade nos tempos e parciais individuais alcançadas e finalmente superou o antigo recorde sul-americano que vigorava desde a era dos trajes tecnológicos.

Outro dado importante é o número de atletas que fizeram parte dessas equipes: nove ao todo (seriam 10 considerando a presença de Thiago Pereira nas eliminatórias do Pan-Americano de Toronto-2015). Não é apenas um quarteto com um ou outro atleta aparecendo. É um punhado de bons nadadores disponíveis para compor o revezamento. De todas as seis campanhas apenas um atleta esteve em todas elas: Marcelo Chierighini, o mister relay desta geração.

E vejam que ainda existem outros velocistas na espreita, apenas esperando uma oportunidade para entrar nessa equipe pela primeira vez ou retornar ao quarteto. Fizemos um levantamento de todas essas campanhas recentes listando as competições, classificações, tempo e parciais dos nadadores. Confiram!

 

O time medalha de bronze no Pan-Pacifico de Gold Coast – Foto: Satiro Sodre/SSPress.

Campeonato Pan-Pacífico de Gold Coast-2014
Posição: Medalha de bronze
Tempo: 3min13s59
Equipe: João de Lucca (49s05), Marcelo Chierighini (47s91), Bruno Fratus (48s00) e Nicolas Oliveira (48s63)

 

O quarteto do 4x100m livre foi ouro no Pan e 4º no Mundial – Foto: Satiro Sodre/SSPress

Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015
Posição: Medalha de ouro
Tempo: 3min13s66 (recorde de campeonato)
Equipe: Matheus Santana (49s28), João de Lucca (48s06), Bruno Fratus (48s56) e Marcelo Chierighini (47s76)

 

O 4×100 no Mundial de Kazan – Foto: Satiro Sodre/SSPress

Campeonato Mundial de Kazan-2015
Posição: 4º colocado
Tempo: 3min13s22
Equipe: Marcelo Chierighini (48s54), Matheus Santana (48s20), Bruno Fratus (48s08) e João de Lucca (48s40)

 

O 4x100m livre no Rio-2016 – Foto: Satiro Sodré/SSPress

Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016
Posição: 5º colocado
Tempo: 3min13s21
Equipe: Marcelo Chierighini (48s12), Nicolas Oliveira (48s26), Gabriel Santos (48s72) e João de Lucca (48s11)

 

O 4x100m livre, medalha de prata no Mundial de Budapeste – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Campeonato Mundial de Budapeste-2017
Posição: Medalha de prata
Tempo: 3min10s34 (recorde sul-americano)
Equipe: Gabriel Santos (48s30), Marcelo Chierighini (46s85), Cesar Cielo (48s01) e Bruno Fratus (47s18)

 

O time do 4x100m livre – Foto: Instagram de Marcelo Chierighini

Campeonato Pan-Pacífico de Tóquio-2018
Posição: Medalha de ouro
Tempo: 3min12s02
Equipe: Gabriel Santos (48s93), Marcelo Chierighini (47s62), Marco Antônio Júnior (48s53) e Pedro Spajari (46s94)

Tags

4x100m livre Bruno Fratus Campeonato Pan-Pacífico Cesar Cielo Gabriel Santos João de Lucca Marcelo Chierighini Marco Antônio Júnior Matheus Santana natacao Nicolas Oliveira Pedro Spajari

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas