A natação não para!

Últimos dias registraram competições em várias partes do mundo com bons resultados; próxima semana começa o Troféu Brasil

11/04/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
A velocista Cate Campbell - Foto: Reprodução
Vista da piscina do Maria Lenk, local do Troféu Brasil - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Vista da piscina do Maria Lenk, local do Troféu Brasil - Foto: Satiro Sodré/SSPress

A velocista Cate Campbell - Foto: Reprodução

O show não pode parar! A famosa expressão popular pode ser aplicada perfeitamente ao mundo da natação. Neste início de mês de abril diversos de nadadores estiveram em ação disputando medalhas, índices e marcas pessoais. Fizemos um balanço aqui de tudo que rolou nesta última semana. Confira!

O principal evento internacional desse começo de temporada foram os Jogos da Commonwealth. Centenária, a competição reúne disputas de 19 modalidades. Na natação os australianos não deram chances a concorrência e fizeram sua melhor campanha na história da competição com 52 medalhas. E foram os aussies também os únicos a bater um recorde mundial com o 4x100m livre feminino (3min30s05). Outra boa marca foi registrada pelo inglês Ben Proud nos 50m livre com 21s30 na semifinal e 21s35 na final. A maior medalhista foi a canadense Taylor Ruck com oito conquistas e Chad Le Clos ficou a apenas um pódio de se tornar o maior medalhista da história dos Jogos.

Entre os dias 2 e 8 de abril aconteceu em Tóquio o Campeonato Japonês. A competição serviu como seletiva nacional para o Campeonato Pan-Pacífico e os Jogos da Ásia que são as prioridades na natação nipônica em 2018. Apontada como próxima grande estrela da natação japonesa Rikako Ikee brilhou na piscina do Tatsumi International Aquatic Centre ao conquistar quatro vitórias com quatro novos recordes nacionais. A marca mais expressiva foi nos 50m livre com 24s21, tempo que também é recorde mundial júnior. Destaque também para Yui Ohashi que conseguiu um tempo expressivo nos 400m medley (4min30s82) e Kosuke Hagino campeão nos 200m e 400m medley.

Além dos dois eventos já citados acima outras provas aconteceram ao redor do mundo. Na Holanda tivemos o Swim Cup The Hague com a presença de Ranomi Kromowidjojo que foi campeã nos 100m livre com novo recorde de campeonato: 53s69. Na França rolou a mais etapa do FFN Golden Tour em Marselha que também teve uma velocista como destaque. Charlotte Bonnet que estabeleceu um novo recorde francês nos 100m livre com 53s36. E em Montreal foi disputado o Campeonato Canadense que não contou com as principais estrelas do país que estavam no Commonwealth. A jovem Sydney Pickrem brilhou e dominou as provas de nado peito.

No momento em que você esta lendo essa reportagem nadadores italianos e espanhóis estão a pleno vapor em seus campeonatos nacionais. Na Itália, a competição esta rolando em Riccione e todas as estrelas do país estão por lá como os campeões olímpicos Gregorio Paltrinieri e Federica Pellegrini. Já na Espanha o campeonato, que termina hoje, está acontecendo em Málaga e vem tendo Mireia Belmonte como destaque principal. As duas competições também são seletivas para o Campeonato Europeu que acontecerá em agosto na Escócia.

E as braçadas não param por ai. Amanhã começa em Mesa a terceira etapa do TYR Pro Swim Series com vários nadadores da seleção americana e no domingo tem início o Troféu Brasil com as disputas das provas de águas abertas na Praia de Copacabana. Os eventos de piscina começam na terça-feira no Parque Aquático Maria Lenk. A natação não para!

Tags

Águas abertas Jogos da Commonwealth natacao Troféu Brasil TYR Pro Swim Series

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas