A natação portuguesa em 2016

21/12/2016

Facebook Twitter

O ano de 2016 foi bastante intenso para a natação portuguesa. Jogos Olímpicos, Campeonatos Europeus e Mundial de piscina curta. Uma verdadeira maratona de eventos para o pequeno país europeu que conseguiu subir ao pódio nas competições continentais e viu jovens revelações superarem recordes nacionais ao longo do ano e firmarem-se como esperança para as próximas temporadas. Por isso, a SWIM CHANNEL, que também tem leitores e esta presente em Portugal, faz um breve balanço das campanhas do país nos eventos internacionais deste ano.

Nenhum outro nadador português brilhou mais em 2016 do que Alexis Santos. O atleta do Sporting conquistou a única medalha do país a nível internacional nesta temporada: um bronze nos 200m medley no Campeonato Europeu de Londres. Alexis foi bem durante todas as jornadas, tendo nadado três vezes (eliminatória, semifinal e final) abaixo da casa dos 2 minutos e com um forte fim de prova fechou em 1min59s76 garantindo o bronze. Neste Europeu ele ainda ficou em 10º nos 400m medley. Nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 Alexis chegou a semifinal nos 200m medley e bateu o recorde nacional nos 400m medley nas eliminatórias com 4min15s84.

Alexis e sue bronze no Europeu de Londres - Foto: Glyn Kirk/AFP Photo

Alexis e seu bronze no Europeu de Londres – Foto: Glyn Kirk/AFP Photo

Na mesma prova onde Alexis foi ao pódio no Europeu outro português por muito pouco também não o fez companhia. O veterano Diogo Carvalho acabou em quinto lugar tendo estado até os 150 metros entre os três primeiros colocados. Um resultado ruim para o nadador que também não conseguiu melhorar sua marca e nem passou das eliminatórias nos 200m medley no Rio-2016, que foi sua terceira participação olímpica.

Na natação feminina foram estabelecidos este ano três novos recordes nacionais. No Europeu de Londres Diana Durães, que não conseguiu se classificar para o Rio-2016, bateu duas marcas nas eliminatórias dos 200m e 400m livre com respectivos 2min02s81 e 4min16s45. A outra marca nacional veio com a jovem Tamila Holub que na piscina carioca dos Jogos Olímpicos nadou os 800m livre para 8min45s36. Tamila tem 17 anos e é uma das mais promissoras nadadoras portuguesas. Um mês antes da Olimpíada ela faturou duas medalhas no Campeonato Europeu Júnior, sendo um ouro nos 1500m livre com recorde de campeonato e uma prata nos 800m livre.

Tamila Holub ganhou duas medalhas no Europeu Júnior - Foto: Reprodução

Tamila Holub ganhou duas medalhas no Europeu Júnior – Foto: Reprodução

A natação portuguesa ainda teve outras duas nadadoras na Olimpíada do Rio. Vânia Neves terminou a maratona aquática na 24ª colocação e Victoria Kaminskaya que parou nas eliminatórias dos 200m e 400m medley, não conseguindo repetir os bons desempenhos pré-olímpicos quando bateu o recorde nacional nos 200m medley. Já no Campeonato Mundial de piscina curta de Windsor nenhum atleta do país conseguiu chegar as finais. Em 2017 os portugueses esperam que os resultados de Alexis e Tamila embalem a equipe que terá como principais desafios o Campeonato Mundial de Budapeste, o Campeonato Mundial Júnior de Indianápolis e Campeonato Europeu de piscina curta de Copenhague.

Por Guilherme Freitas

Colaborou Nuno Vicente, correspondente da SWIM CHANNEL em Portugal

Tags

Alexis Santos Diana Durães Diogo Carvalho natação portuguesa Portugal Tamila Holub Victoria Kaminskaya