A volta do gigante

Quase três anos após deixar as piscinas, Florent Manaudou anuncia seu retorno a natação mirando os Jogos de Tóquio-2020

19/03/2019 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Florent Manaudou - Foto: Divulgação
Florent Manaudou esta de volta - Foto: L'Équipe

Florent Manaudou esta de volta - Foto: L'Équipe

Florent Manaudou - Foto: Divulgação

Rio de Janeiro, dia 12 de agosto de 2016. Nesse dia, por apenas um mísero centésimo Florent Manaudou perdia a medalha de ouro para o americano Anthony Ervin na final olímpica dos 50m livre. Foi a última vez que assistimos ao gigante francês de 2 metros de altura em ação. Alguns meses depois ele anunciou que abandonaria as piscinas para se dedicar a uma velha paixão: o handebol.

Desde criança ele sempre sonhou em jogar profissionalmente a modalidade. Até conseguiu, disputando competições pela equipe do Aix en Provence, mas jamais brilhou nas quadras. A natação, porém, nunca ficou de lado. Manaudou quando podia dava suas braçadas para manter a forma física, chegou inclusive a nadar alguns eventos de exibição e manteve-se como atleta do Team Speedo. Um retorno ao mundo competitivo da natação parecia que nunca iria rolar. Parecia.

Florent Manaudou – Foto: Michael Dalder/Reuters

Nesta terça-feira o jornal francês L’Équipe traz uma entrevista especial com o atleta onde ele diz com todas as letras “Je reviens”. Em português, “Estou voltando”.  Sim, Florent Manaudou esta de volta as piscinas e essa é uma notícia que chacoalha o mundo da natação internacional. Afinal, um dos melhores velocistas dos últimos anos voltará a ativa visando disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem.

Manaudou sabe que terá uma concorrência acirradíssima na prova mais veloz da natação. Nomes como Caeleb Dressel, Bruno Fratus, Ben Proud, Michael Andrew, Vlad Morozov e Andrii Govorov brilharam e vem brilhando nos últimos campeonatos internacionais. Prometem ser pedras no sapato, ou na bermuda, do francês. Assim como todos eles se motivam ainda mais para chegarem com tudo em Tóquio já que terão um adversário de peso pela frente, ou melhor, na raia ao lado.

 

Campeão olímpico em Londres-2012 e mundial em Kazan-2015, Manaudou busca repetir a história de seu algoz no Rio-2016. Ervin também havia se retirado do esporte e voltado anos depois para subir no topo do pódio olímpico. Michael Phelps também pode ser uma inspiração ao francês nesta sua volta, afinal, o maior nadador da história havia dito em uma entrevista em 2017 que acreditava que Manaudou poderia retornar as piscinas algum dia.

A volta de Manaudou também anima o revezamento 4x100m livre francês que desde sua aposentadoria parecia morto. Agora seu reforço somado as forças de Mehdy Metella e Jérémy Stravius fazem a França a sonhar com a possibilidade de retornar ao pódio olímpico. Aguardemos pra ver o que os próximos capítulos desse retorno nos reservam.

Tags

Florent Manaudou natacao natação francesa Tóquio-2020

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas