Roma

Água fria e neblina marcam ultramaratona na Represa Billings

Última etapa do Campeonato de Ultramaratonas Aquáticas, prova de 15 km teve condição climática adversa, mas ótimo nível técnico

02/10/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Os atletas que nadaram a ultramaratona - Foto: Marta Izo/Instagram

Os atletas que nadaram a ultramaratona - Foto: Marta Izo/Instagram

Artur Pedroza e Catarina Ganzeli venceram a última temporada do Campeonato de Ultramaratonas Aquáticas, evento que foi uma das grandes novidades do calendário 2018 e que teve três provas de 15 km a longo do ano. A competição inclusive, atendeu a um pedido antigo de nadadores especialistas em longas travessias que há anos clamavam por mais provas com essa característica. Ao todo foram 50 nadadores que caíram na água da Represa Billings em São Bernardo do Campo para encarara a última prova.

Conhecida pela alta densidade da água, a etapa na Represa Billings destoou das demais etapas que foram no mar (Barra do Sahy em março e Ilhabela em maio). Além disso, uma forte neblina atrasou em quase duas horas o início da prova e demorou a dissipar no ar. A água gelada da represa também foi outro desafio para os nadadores. Mesclando boa forma, navegação e experiência em superar adversidades, Artur Pedroza mais uma vez brilhou. O veterano nadador da Resende Águas Abertas segue brilhando nas ultramaratonas, fazendo uma temporada incrível. No sábado ele venceu mais uma vez e coroou sua participação no evento.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Artur Pedroza (@artur_pedroza) em

Artur cresceu muito na reta final conseguindo abrir uma boa vantagem para os demais adversários, fechando os 15 km em 3h18min43s83 mais de dez minutos a frente da concorrência. Um ótimo resultado em relação a vice-campeão geral Samir Barel que após um breve período sem competir foi o segundo mais rápido do dia. O nadador da Elo Academia nadou para 3h28min49s82. Em terceiro lugar chegou Alan Barbosa da Atlantis com o tempo final de 3h31min10s98.

Entre as mulheres Catarina Ganzeli não deu chances a concorrência. A nadadora da Unisanta fez uma ultramaratona fortíssima, chegando bem a frente das principais concorrentes. Catarina nadou boa parte do percurso junta ao primeiro pelotão masculino, terminando inclusive com o quinto melhor tempo geral do dia: 3h36min53s44. A seguir veio a nadadora Larissa Campos, da Vem Nadar, que completou a distância em 4h02min21s63. Já o terceiro lugar do pódio foi ocupado por Thais Sant’Ana, da Anjos D’Água/Elo Academia com o tempo de 4h02min59s36.

Os atletas que nadaram a ultramaratona – Foto: Marta Izo/Instagram

A última etapa do Campeonato de Ultramaratonas Aquáticas definiu ainda todos os campeões por categoria e os resultados desta etapa estão disponíveis aqui. O evento é organizado pela Associação Aquática, que terá ainda mais três eventos na temporada: as duas etapas finais do Circuito Maratona Aquática e a tradicional travessia em revezamento Caraguá x Ilhabela, todas com inscrições abertas na SWIM CHANNEL.

Quanto a competição de ultramaratonas o saldo foi bastante positivo já que teve interesse de muitos atletas que gostam de nadar provas de longas distâncias, um público que vem crescendo no Brasil e pode fortalecer ainda mais as águas abertas do país.

Tags

Águas abertas Artur Pedroza Campeonato de Ultramaratonas Aquáticas natacao Represa Billings

Notícias relacionadas