Águas Abertas em Kazan: vale vaga no Rio-2016

23/07/2015

Facebook Twitter

No próximo sábado começam as disputas das águas abertas do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan, o principal evento da temporada aquática. Serão ao todo sete provas nas águas do Rio Kazanka, que esta localizado na região do República do Tataristão e tem 142 quilômetros de comprimento. Além dos valorizados títulos e medalhas mundiais está em jogo outra coisa muito cobiçada pelos nadadores: uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

De acordo com o regulamento olímpico, os dez melhores colocados das provas de 10 km (feminino e masculino) se classificam automaticamente para a Olimpíada do Rio. Uma vantagem e tanto para os atletas já irem preparando seu cronograma para os Jogos e evitarem ter que cair novamente na água em busca da vaga. As demais 15 vagas serão definidas apenas ano que vem. E nessa primeira chance 128 nadadores vão atrás do Rio-2016.

Há dois anos o Brasil teve um desempenho inesquecível ao conquistar cinco medalhas e terminar o Mundial como melhor equipe da competição. Caso a dupla Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha repita o desempenho de Barcelona, quando fizeram uma dobradinha, ambas garantem suas vagas no Rio-2016. Em declarações recentes a imprensa elas já afirmaram que lutarão para subir novamente no pódio, mas caso terminem a prova fora dele e entre as dez melhores estarão com a sensação de dever cumprido.

O mesmo vale para Allan do Carmo e Diogo Villarinho. Em Barcelona Allan foi sétimo colocado, resultado que lhe colocaria dentro do Rio-2016. De lá para cá evoluiu muito. Ano passado conquistou o título da Copa do Mundo e foi eleito pela Fina o melhor nadador de águas abertas do mundo. Brigará não só pela vaga, mas pelo título mundial. Diogo Villarinho também cresceu em relação a Barcelona quando na ocaisão foi 52º colocado na mesma prova. Ano passado ele subiu ao pódio em duas etapas da Copa do Mundo e terminou o circuito na quarta posição geral.

 

Ana Marcela Cunha - Foto: Satiro Sodre/SSPress

Ana Marcela Cunha – Foto: Satiro Sodre/SSPress

 

A missão dos brasileiros será dura, afinal, a elite das águas abertas está de olho nessas cobiçadas vagas e as provas prometem fortes emoções. No feminino estarão em ação nomes como Eva Ristov (HUN), Hayley Anderson (EUA), Angela Maurer (ALE), Keri Anne-Payne (GBR), Sharon van Rouwendaal (HOL) e Cecilia Biagioli (ARG). E no masculino nadarão Oussama Mellouli (TUN), Richard Weinberg (CAN), Spyridon Gianniotis (GRE) e Christian Reichert (ALE).

Além da prova de 10 km teremos outras atrações. Os 5 km é o evento que abre as provas de águas abertas em Kazan. Ao todo serão 98 nadadores em ação, 42 mulheres e 56 homens. Na prova feminina o Brasil será representado por Carolina Bilich, que também esteve nos Jogos Pan-Americanos, e Betina Lorscheitter. Já na prova masculina o Brasil será representado por Samuel de Bona, recuperado do acidente que o tirou da maratona do Pan de Toronto, e Victor Colonese e ambos têm boas chances de subir ao pódio. Nos 25 km serão 63 participantes e o Brasil nadará com os mesmos atletas dos 10 km. E na prova por equipes 63 países estão inscritos.

Confira abaixo o cronograma de disputa das provas de águas abertas no Mundial de Kazan (com os horários de Brasília), que terá transmissão ao vivo do Sportv com comentários de Luiz Lima, colunista da SWIM CHANNEL.

Sábado, 25 de julho

4h00- Prova feminina dos 5 km

7h00- Prova masculina dos 5 km

Segunda-feira, 27 de julho

6h00- Prova masculina dos 10 km

Terça-feira, 28 de julho

6h00- Prova feminina dos 10 km

Quinta-feira, 30 de julho

6h00- Prova por equipes de 5 km

Sábado, 1º de agosto

2h00- Prova masculina dos 25 km

2h15- Prova feminina dos 25 km

Por Guilherme Freitas

Tags

Águas abertas Allan do Carmo Ana Marcela Cunha Campeonato Mundial Kazan-2015 Poliana Okimoto Rio-2016