Argentinas confirmadas no Troféu Brasil/Maria Lenk 2020

Ao todo sete atletas do país nadarão no Rio de Janeiro entre elas a campeã pan-americana Delfina Pignatiello

30/01/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Vista do Parque Aquático Maria Lenk - Foto: Satiro Sodré/SSPress
Delfina Pignatiello - Foto: Sergio Moraes/Reuters

Delfina Pignatiello - Foto: Sergio Moraes/Reuters

Vista do Parque Aquático Maria Lenk - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Sete das principais nadadoras argentinas estão confirmadas para nadar o Troféu Brasil/Maria Lenk, a seletiva olímpica brasileira, que será realizada entre os dias 20 e 25 de abril no Rio de Janeiro (RJ). As atletas, que representarão clubes diferentes, podem atingir o índice olímpico na competição que será também uma oportunidade para as brasileiras nadarem ainda melhor ao lado das fortes adversárias.

O Esporte Clube Pinheiros, pentacampeão consecutivo da competição, contará com a presença de três argentinas na equipe para o Troféu Brasil. Entre elas, a campeã pan-americana Delfina Pignatiello. A atleta é única na história do país vizinho a conquistar três medalhas na natação em uma só edição de Jogos Pan-Americanos. Em Lima-2019 venceu os 400m, 800m e 1500m livre. A recordista sul-americana dos 1500 m livre nada novamente o Maria Lenk pelo Pinheiros em busca de mais vitórias.

Delfina Pignatiello – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Ainda pelo Pinheiros nadará Virginia Bardach, que nadou os últimos anos da competição pelo Corinthians. A companheira de treinos de Pignatiello nadou ano passado a competição terminando em segundo nos 200m borboleta, prova em que foi medalhista de ouro no Pan de Lima. Outro nome do clube paulista será Florencia Perotti, que vive no Brasil há alguns anos. A nadadora no Troféu Brasil de 2019 conquistou medalhas nos 200m e 400m medley e nada também as mesmas provas que Bardach.

No Minas Tênis Clube o destaque é Julia Sebastian, recordista sul-americana nos 100m e 200m peito e três vezes medalhista nos Jogos Pan-Americanos. Em sete edições ela representou a Unisanta e na última estreou pelo clube mineiro. Na edição de 2019 a argentina quebrou o recorde sul-americano dos 200m peito, saindo com a medalha de ouro.

Julia Sebastian, Virginia Bardach e Delfina Pignatiello – Foto: Maxi Failla

Na Unisanta está confirmada Andrea Berrino, que faz sua sétima temporada pelo clube santista. A nadadora de costas conquistou três pódios em 2019 e busca atingir o índice para as Olimpíadas de Tóquio-2020. Ana Presumido, que vive em Porto Alegre desde os seis anos, nadará o evento pelo Grêmio Náutico União. Macarena Ceballos, ainda sem clube definido, saiu do Flamengo clube onde conquistou os 100m peito na última edição do Troféu e deve definir seu novo clube para a competição em breve.

Provavelmente outros nadadores do país nadarão o evento. A Confederação Argentina de Esportes Aquáticos (CADDA) estuda enviar alguns atletas para o evento visando obter índices olímpicos. Até o momento apenas três nadadores já tem presença garantida nos Jogos: Delfina Pignatiello (400m, 800m e 1500m livre), Julia Sebastian (100m e 200m peito) e Santiago Grassi (100m borboleta). A Argentina utiliza índices B e o Troféu Brasil/Maria Lenk é uma das competições elegíveis para obtenção destas marcas.

Matéria realizada com informações da Swim Swan.

Tags

Delfina Pignatiello natacao natação argentina seletiva olímpica Troféu Brasil

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas