As chances da natação no Prêmio Laureus 2015

20/12/2015

Facebook Twitter

O Oscar do esporte mundial. Assim podemos resumir o que é a grandeza do Prêmio Laureus, criado no ano de 1999 pela Founding Patrons Damier e Richemont e que sempre contou com fortes e tradicionais patrocinadores. O evento promove diversas homenagens, mas as mais importantes são: melhor atleta masculino do ano, melhor atleta feminina, melhor time coletivo, revelação do ano e o melhor retorno.

Honradamente, fui convidado pelo presidente da Academia Laureus, Edwin Moses, para integrar o painel de especialistas que elegem os homenageados do ano. Pelo terceiro ano consecutivo, faço parte do “board” dos especialistas. Não posso informar meus votos, pois tudo é confidencial, mas relato quais são as chances da natação nas principais categorias.

Atleta no masculino do ano

Acho muito difícil algum nadador levar o título. Mesmo sendo ano de campeonato mundial, nenhum nadador foi imensamente consagrado em Kazan (local do Mundial de 2015) e ninguém teria chance de tirar o prêmio Laureus dos principais favoritos, que deverão ser o Usain Bolt (Atletismo) e Novak Djokovic (Tênis).

 

O jovem Adam Peaty - Foto: François Xavier Marit

O jovem Adam Peaty – Foto: François Xavier Marit

 

Atleta no feminino do ano

Para quem acompanha natação, ou pelo menos entende um pouco da modalidade, sabe que existe uma “gigante” das piscinas: a americana Katie Ledecky. A nadadora de longa distância foi tão importante para os Estados Unidos, que sozinha faturou mais medalhas de ouro no Campeonato Mundial de Kazan do que toda a seleção inteira de seu país. Ledecky ganhou tudo: 200m, 400m, 800m e 1500m livre e o revezamento 4x200m livre.

Apesar de ser a melhor nadadora do mundo de 2015, a atleta não é mundialmente conhecida perante atletas de outras modalidades como a tenista Serena Williams. Não é tão simples explicar esse motivo. Talvez ela não tenha um sorriso simpático ou carisma como o de Missy Franklin (a nadadora queridinha da América) ou não apareça tanto na mídia como a húngara Katinka Hosszu. Performance ela tem de sobra para vencer o prêmio Laureus, mas é difícil dizer se ganhará.

Melhor time do ano

Nesta categoria entram as modalidades coletivas e a natação não tem indicação para esta premiação. Quem sabe num futuro próximo, podemos ver equipes de revezamento de natação disputando este desejado prêmio.

Revelação do ano

O melhor representante da natação é o britânico Adam Peaty. O jovem de 20 anos, arrasou no Mundial de Kazan, vencendo as provas de 50m e 100m peito e o revezamento 4x100m medley misto. Sua técnica do nado peito é elogiada em todo o mundo e é o símbolo da ressurreição da natação britânica.

 

Michael Phelps retornou as piscinas em grande estilo - Foto: Bob Stanton/USA TODAY Sports

Michael Phelps retornou as piscinas em grande estilo – Foto: Bob Stanton/USA TODAY Sports

 

Melhor retorno do ano

Aqui esta a maior chance de algum nadador vencer o prêmio Laureus. A lenda Michael Phelps não participou do Campeonato Mundial de Kazan, mas paralelamente (exatamente na mesma semana do evento) competiu nos Estados Unidos e simplesmente arrasou nas provas de 100m e 200m borboleta e os 200m medley. Se tivesse participado do Mundial, teria vencido as três provas individuais.

Por causa de mau comportamento, foi preso por estar dirigindo alcoolizado, ele acabou cortado da seleção americana. Mas a verdade é que Phelps continua no auge da forma e ainda é o melhor nadador do mundo e (pasmem) é o atleta candidato a conquistar o maior número de medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016, entre todas as modalidades.

Geralmente os nadadores tem mais visibilidade em ano olímpico, mas seria importante para a modalidade vencer alguma categoria do Prêmio Laureus neste ano de 2015.

Patrick Winkler

Tags

Adam Peaty Edwin Moses Katie Ledecky Michael Phelps natacao Prêmio Laureus 2015