Roma

Betina Lorscheitter e Bruce Hanson vencem em Caraguatatuba

Dupla do Corinthians venceu os 4 km na segunda etapa do Circuito Maratona Aquática na Praia da Cocanha

18/02/2019 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter

A segunda etapa do Circuito Maratona Aquática foi realizada na Praia da Cocanha, em Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo no último domingo (17). Com presença de grandes atletas, principalmente do Corinthians, a prova longa de 4 km foi vencida no geral por Betina Lorscheitter e Bruce Hanson, ambos atletas do clube paulista.

Considerado um dos mais tradicionais eventos de águas abertas de São Paulo, a competição reuniu três distancias: curta com 900m, média com 2 km e a longa com 4 km. Nesta última, Betina foi a mais rápida no feminino com o tempo de 49min42s. Em segundo, também do Corinthians, ficou Julia Rodrigues com 51min47s e em terceiro lugar chegou com a ultramaratonista da Unisanta Catarina Ganzelli que nadou os 4 km em 51min55s. Em quarto chegou Rafaela Monilly Sousa e em quinto Maria Shimidt, ambas da Equipe Caraguatatuba com respectivos 53min16s e 56min54s.

“Eu adorei. É muito bom nadar aqui em Caraguá. Esse mar é muito bonito e o tempo também ajudou bastante. Então foi bem tranquilo, coloquei meu ritmo desde o início da prova e fui embora” , comentou Betina logo após a prova.

Pódio feminino dos 4 km em Caraguá – Foto: Divulgação

Na prova masculina, um pódio quase todo para o Corinthians. Bruce Hanson venceu os 4 km com o tempo de 49min24s, seguido por Enzo Kihara com 49min28s, Guilherme Toledo com 49min43s, Leonardo Trevisan com 50min08s e Bruno Yamamoto, o único não atleta do Corinthians. O veterano nadador do Círculo Militar completou o pódio no quinto lugar com 52min22s.

A prova reuniu grandes nomes das águas abertas do estado como o veterano Harry Finger e também aqueles iniciantes que nunca haviam nadado uma prova no mar. Gustavo Oliveira, por exemplo, fez sua estreia em provas de águas abertas no mar nesta etapa. ”Nadar em águas abertas sempre é um desafio, principalmente​ para quem é novato no assunto. Assim que entrei na água no balizamento para a largada, senti o clássico frio na barriga, mas fiquei um pouco mais tranquilo no decorrer da prova. É muito difícil nadar em água salgada, ela desidrata bastante, mas depois que a prova acaba vem sempre aquela sensação de missão cumprida, e isso o que eu acho de mais gratificante nas travessias”, contou o atleta da equipe SeaHorses de Arujá.

Pódio masculino geral da prova longa (4 km) – Foto: Reprodução

 

Na prova média os mais rápidos foram Natalia Mesquita da Equipe Caraguatatuba e Fernando Dabdab do Paulistano com 35min34s e 32min39s respectivamente. Já na curta os campeões gerais foram Andre Cunha do São Carlos com 13min48s e Ana Paola Piveti da Anjos D’água/ELO Academia com 18min12s. Para conferir os resultados completos da prova clique clique aqui.

A terceira etapa do circuito, uma das mais aguardadas do ano, é a Travessia do Wet’n Wild realizada no lago ao lado do parque aquático. As inscrições já estão abertas no site da SWIM CHANNEL. A prova será realizada no dia 9 de março e dá direito a um ingresso, por atleta, para a entrada no parque logo depois da travessia.

Tags

Águas abertas Betina Lorscheitter Bruce Hanson Circuito Maratona Aquática natacao

Notícias relacionadas