Brasil encerra Pan-Pacífico com quatro medalhas

País passa em branco no último dia de disputas em Tóquio e repete número de pódios da edição passada em 2014

12/08/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Marcelo Chierighini - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Marcelo Chierighini - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Chegou ao fim na piscina do Tatsumi International Swimming Center mais uma edição do Campeonato Pan-Pacífico. Foram quatro dia de disputas na próxima sede olímpica e pudemos acompanhar um pouco de como estão as coisas em fortes candidatos a pódio nesta metade de ciclo olímpico. Alguns países como Austrália e Japão mostraram evolução. Já os Estados Unidos fizeram uma campanha pouco expressiva e alguns pontos decepcionante. O Brasil seguiu seu roteiro previsto. Conquistou medalhas e foi competitivo em boa parte das vezes que seus atletas nadaram. Hoje não ganhou medalha, mas deixou Tóquio com sentimento positivo.

As provas de fundo abriram a etapa derradeira deste Pan-Pacífico. Nos 1500m livre feminino, nenhuma surpresa. Vitória fácil de Katie Ledecky, a única abaixo dos 16 minutos: 15min38s97. A seguir uma disputa acirrada entre a australiana Kiah Melverton e a americana Leah Smith: 16min00s08 contra 16min00s82. Os homens nadaram os 800m livre e Guilherme Costa terminou em quarto lugar, um pouco distante do pódio com 7min51s67, um pouco acima de seu recorde sul-americano. No pódio dobradinha americana com ouro para Zane Groth com 7min43s74 (novo recode de campeonato) e prata para Jordan Wilimovsky com 7min45s19.

Ryan Murphy – Foto: NBC

Nos 200m costas Ryan Murphy mostrou que esta em um outro patamar. Depois de quase bater o recorde mundial nos 100m costas na sexta-feira, o americano chegou a nadar próximo da marca mundial nos 200m. Porém, ele sentiu o esforço na reta final e fez 1min53s57, o suficiente para superar o recode de campeonato. Murphy que não deu chance aos demais adversários, como o herói local Ryosuke Irie que levou a prata com 1min55s12. Já o australiano Austin Katz completou o pódio com 1min56s00.

Três brasileiros nadaram esta prova hoje de manhã. Leonardo de Deus foi o único na final A, terminando na oitava colocação com o alto tempo de 2min01s56. Na final B os brasileiros não fizeram uma boa prova. Brandonn Almeida foi apenas o sexto colocado com 2min00s79 e Leonardo Santos terminou na oitava colocação com 2min04s51. Antes desta disputa tivemos a prova feminina com vitória e recorde de campeonato para Kathleen Baker dos Estados Unidos com 2min06s14. A prova registrou ainda um novo recorde mundial júnior com a americana Elisabeth Smith: 2min06s46.

Michael Andrew – Foto: Federação de Natação de Cingapura

Nos 50m livre Michael Andrew confirmou sua grande fase. O americano foi dominante durante todo o curto percurso e não deu chance aos rivais garantindo seu primeiro ouro neste Pan-Pacífico com o tempo de 21s46, cravando sua melhor marca pessoal e ficando a apenas dois centésimos do recorde de campeonato de Bruno Fratus. Em segundo lugar chegou um decepcionante Caeleb Dressel com um distante 21s92. O canadense Yuri Kisil completou o pódio com 22s02.

Três brasileiros nadaram as finais, na A Pedro Spajari foi o melhor em sexto lugar com 22s30 e Marcelo Chierighini terminou na oitava colocação com 22s50. Já na final B Gabriel Santos ficou em quarto lugar com 22s39. Na prova feminina domínio absoluto de Cate Campbell, que vem sendo uma das melhores nadadoras desta competição. Absoluta nas provas de velocidade, a australiana triunfou com 23s81, batendo o recorde de campeonato e ficando a 14 centésimos do recorde mundial. Simone Manuel e Emma McKeon vieram logo atrás com 24s22 e 24s34, respectivamente.

A velocista Cate Campbell – Foto: Reprodução

Os 200m peito foram as últimas provas individuais do programa do Pan-Pacífico. No feminino a americana Micah Sumrall bateu sua compatriota Lilly King e fez a terceira melhor marca do mundo em 2018: 2min21s88. Já no masculino vitória no finalzinho e com novo recorde de campeonato para o japonês Ippei Watanabe com 2min07s75.

Por fim vieram os revezamentos 4x100m medley. No feminino outra vitória da Austrália sobre os Estados Unidos, totalizando três a zero no placar geral. Depois da vitória nos 50m livre, Cate Campbell voltou para a piscina e foi soberana mais uma vez. Caçou e ultrapassou Simone Manuel ainda na primeira metade da última parcial e depois só manteve o forte ritmo (teve 51s19 de parcial) para confirmar o triunfo aussie com 3min52s74 com recorde de campeonato. Estados Unidos ficou com a prata com 3min53s21 e o Japão com o bronze 3min55s03.

Nathan Adrian – Foto: Mike Lewis

Por fim vieram as disputas do 4x100m medley. O Brasil bem que tentou, mas superar Estados Unidos, Japão e Austrália era uma missão muito difícil. A equipe formada por Gabriel Fantoni (53s72), João Gomes Júnior (59s05), Vinícius Lanza (51s68) e Pedro Spajari (47s71) nadou sempre em quarto lugar, ora um pouco distante, ora um pouco próximo ao trio medalhista. Fechou sua participação na competição com o tempo de 3min32s16. Na decisão apenas cinco centésimos separaram os americanos dos japoneses: 3min30s20 contra 3min30s25. O parcial final de Nathan Adrian (47s71) fez a diferença para os Estados Unidos não sofrerem uma derrota histórica. Destaque para a Austrália que cresceu na última parcial com Kyle Chalmers (46s91) e chegou pertinho do ouro também com 3min30s52.

O Brasil fecha o Campeonato Pan-Pacífico com quatro medalhas, mesmo número da edição passada em Gold Coast. Um ouro com o 4x100m livre, uma prata com Leonardo de Deus nos 200m borboleta e dois bronzes com João Gomes Júnior nos 100m peito e com Vinícius Lanza nos 100m borboleta. O time teve bons resultados a nível individual e os revezamentos mostraram-se competitivos. Um bom desempenho neste estágio de preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. No quadro geral de medalhas os Estado Unidos terminaram na frente em ouros (18) e no total (43).

A equipe brasileira do Pan-Pacífico – Foto: Reprodução

Na próxima terça-feira termina o Campeonato Pan-Pacífico com as provas de águas abertas. Serão duas provas de 10 km (uma no masculino e outra no feminino) na Praia de Hojo. Os resultados completos de toda a competição podem ser encontrados clicando aqui.

Tags

Campeonato Pan-Pacífico Cate Campbell Michael Andrew natacao natação brasileira Ryan Murphy

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas