Brasileiros conquistam 59 medalhas no Mundial Master

24/08/2017

Facebook Twitter

Milhares de atletas disputaram na semana passada a 17ª edição do Campeonato Mundial Master de Esportes Aquáticos na cidade de Budapeste. Os veteranos nadadores, saltadores e jogadores de polo aquático utilizaram a mesma estrutura que os atletas profissionais usufruíram durante o Mundial absoluto na capital húngara que terminou dias antes. Os brasileiros como sempre estiveram presentes com uma grande delegação e fizeram bonito. Subiram 59 vezes no pódio nas provas de natação em piscina e nas águas abertas.

Na natação as provas foram disputadas alternadamente nas duas piscinas do Mundial, a moderna Duna Arena e a antiga piscina Alfred Hajos. Os brasileiros conquistaram 58 medalhas: 23 de ouro, 19 de prata e 16 de bronze. Os principais destaques foram Herilene Freitas e Antonio Orselli. Herilene foi a brasileira mais medalhada de ouros em Budapeste, conquistando três títulos mundiais nos 800m livre, 200m medley e 200m borboleta na categoria master 75-79. Já Antonio foi o único do país a quebrar um recorde mundial nos 50m peito também na categoria 75-79 anos com o novo tempo de 39s22. Nos revezamentos foram mais 13 pódios, sendo seis deles na primeira colocação. Nas águas abertas o Brasil levou apenas uma medalha. Bronze na prova de 2,4 km com Kassius Vargas na categoria 25-29 anos.

A nadadora Herilene Freitas - Foto: FINA Master Budapest

A nadadora Herilene Freitas – Foto: FINA Master Budapest

Além de dar a oportunidade para nadadores amadores poderem disputar um evento internacional de grande porte, o Mundial Master também é uma nova oportunidade para grandes estrelas do passado competirem novamente. Nesta edição campeões olímpicos como a costa-riquenha Claudia Poll e o sul-africano naturalizado americano Darian Townsend estiveram presentes e conquistaram novas medalhas para suas já vastas coleções.

O evento também registrou momentos curiosos. Na prova dos 200m peito categoria 70-74 anos o nadador espanhol Fernando Alvarez  ficou parado em cima do bloco durante um minuto para prestar uma homenagem as vítimas dos atentados terroristas que deixaram 15 mortos em Barcelona. Outro momento marcante, principalmente para os húngaros, aconteceu durante as partidas da seleção masculina anfitriã de polo aquático. Alguns campeões olímpicos e mundiais do passado jogaram numa arena lotada que ovacionou seu antigos ídolos e reviveu momentos de pura nostalgia na piscina Alfred Hajos.

Nadadores em ação no Lago Balanton - Foto: FINA Masters Budapest

Nadadores em ação no Lago Balanton – Foto: FINA Masters Budapest

O próximo Campeonato Mundial Master acontecerá em agosto de 2019 na cidade sul-coreana de Gwangju. Os resultados da edição de Budapeste estão disponíveis no site oficial do evento e pode ser conferido aqui.

Por Guilherme Freitas

Tags

Águas abertas Budapeste-2017 Campeonato Mundial Mundial master natacao natação brasileira