Caeleb Dressel: o maior velocista da história em piscina de jardas

27/03/2017

Facebook Twitter

Caeleb Dressel: o nome do NCAA – Foto: Peter H. Bick

Terminou no último sábado a Divisão 1 masculina do NCAA, o campeonato americano universitário, que consagrou pelo terceiro ano consecutivo a Universidade do Texas. Novamente a equipe comandada pelo técnico Eddie Reese foi campeã superando a Universidade da Califórnia. Porém, o tricampeonato dos texanos foi ofuscado por uma atuação impressionante de Caeleb Dressel. O nadador da Universidade da Flórida ganhou o prêmio de melhor atleta da competição após esmagar recordes e firmar-se como o melhor velocista de todos os tempos em piscina de jardas.

O show de Dressel nas finais começou no segundo dia de competições nos 50 livre onde nadou para 18s23 duas vezes. Primeiro na abertura do revezamento 4×50 livre da Flórida e em seguida na prova individual. O tempo é apenas três centésimos mais lento do que a melhor marca da história na prova, que coincidentemente também é dele tendo sido estabelecida no NCAA do ano passado. Agora Dressel detém dez das dez melhores marcas de todos os tempos. Um feito incrível.

Dressel ganhou três provas individuais em Indianápolis - Foto: Peter H. Bick

Dressel ganhou três provas individuais em Indianápolis – Foto: Peter H. Bick

No dia seguinte o nadador teve pela frente seu mais duro obstáculo: superar o campeão olímpico nos 100 borboleta. Tido como favorito antes do início do NCAA, Joseph Schooling não conseguiu frear o ímpeto de Dressel que com 43s58 venceu não só a final como também estabeleceu a melhor marca da história na prova. Mas a performance apoteótica estava por vir nos 100 livre. O velocista era de longe o favorito a vitória, porém, pouca gente imaginava que ele não só superaria o recorde do evento como estraçalharia a marca ao concluir a final dos 100 livre com 40s00 (veja a performance abaixo).

O tempo de Dressel é tão forte que foi quase meio segundo mais veloz do que a marca que lhe deu o título no NCAA do ano passado quando ele nadou para 40s46. O grande destaque foram suas fortíssimas parciais de 19s01 na ida e 20s99 na volta que renderam um elogio de Nathan Adrian que chamou de incrível a atuação do companheiro de seleção americana e afirmou que ele esta rompendo limites antes tidos como inimagináveis. A superioridade foi tamanha que o vice-campeão Michael Chadwick chegou quase um segundo atrás de Dressel (40,95).

A natação em jardas é um outro mundo em comparação com a natação na piscina de metros. Como em jardas a ela é menor, os nadadores fazem mais viradas e consequentemente ganham mais impulsão ao longo da prova que colabora para tempos bem mais baixos do que na piscina curta, por exemplo. Porém, apenas para efeito de comparação segundo a tabela de conversão de tempos da revista Swimming World, a marca de Dressel equivaleria a 44s43 na piscina curta e 45s81 na piscina longa, marcas muito abaixo dos atuais recorde mundiais.

Caeleb Dressel já vinha aparecendo no cenário internacional desde 2013, quando sagrou-se campeão mundial júnior nos 100m livre. Em 2015 terminou a temporada como o quinto nadador mais veloz nos 50m livre e ano passado ganhou duas medalhas de ouro com o time americano nos revezamentos 4x100m medley e 4x100m livre, além de ter sido sexto colocado nos 100m livre. Uma antiga promessa que tornou-se uma realidade e que já almeja voos mais altos para buscar estar entre os maiores velocistas de todos os tempos.

Por Guilherme Freitas

Tags

Caeleb Dressel natação americana NCAA piscina de jardas velocista