CAS/TAS anula suspensão de Gabriel Santos

Com isso velocista poderá nadar o Troféu Brasil e tentar uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020

14/02/2020 - Alexandre Pussieldi

Facebook Twitter
Gabriel Santos - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Gabriel Santos - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Gabriel Santos - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Gabriel Santos - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

* Publicado originalmente no Best Swimming no dia 14 de fevereiro de 2020

Finalmente saiu a resolução do pedido de apelação da defesa de Gabriel Santos em julgamento realizado no final do ano passado. A defesa do nadador do Pinheiros e seleção brasileira contestavam a punição de um ano imposta no julgamento realizado as vésperas do Campeonato Mundial de Gwangju. O resultado anunciado hoje foi o melhor possível para o nadador: absolvido por completo.

Gabriel Santos havia testado positivo para Clostebol em teste surpresa realizado em maio do ano passado. O nadador teve seu caso analisado pela FINA na véspera do início do Campeonato Mundial sendo inicialmente suspenso por oito meses. Alguns dias depois, a FINA reviu a punição e anunciou a suspensão por 12 meses iniciando em julho de 2019.

Através do advogado Bichara Neto um processo de apelação foi encaminhado ao CAS/TAS, analisado no final do ano e esperávamos tal resposta desde o mês passado. Veio com através de um boletim indicando que a suspensão de um ano e todo processo foi cancelado. Os árbitros do CAS/TAS acolheram por completo as alegações de defesa apresentadas.

Gabriel Santos – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

No processo inicial, a pena máxima de quatro anos foi reduzida para dois por ter sido confirmado que não foi intencional. Depois reduzido de dois anos para um ano de suspensão por entender que não havia sido uma “culpa grave”. Mesmo assim, o Tribunal da FINA impôs a suspensão de 12 meses entendendo que Gabriel havia cometido uma infração de negligência ao usando a mesma toalha do irmão que estava utilizando uma pomada com a substância proibida.

Na decisão do CAS/TAS publicada hoje, a opinião contestou a decisão da FINA reconhecendo a completa inocência do nadador acolhendo a defesa de Gabriel por unanimidade. Com isso, todo processo foi anulado e Gabriel está autorizado a voltar aos treinamentos e competições de forma imediata. Aqui a decisão do CAS/TAS:
clique aqui para ver.

Tags

antidoping CAS/TAS Gabriel Santos Jogos Olímpicos natacao Tóquio-2020 Troféu Brasil Maria Lenk

Alexandre Pussieldi

Editor-chefe da Best Swimming e colunista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas