CAS/TAS suspende Sun Yang por 8 anos

Decisão atendeu por completo o pedido da WADA, punindo o principal nadador chinês da história e praticamente encerrando sua carreira

28/02/2020 - Alexandre Pussieldi

Facebook Twitter
Sun Yang - Foto: Rob Schumacher/USA Today Sports
Sun Yang - Foto: Adam Pretty/Getty Images

Sun Yang - Foto: Adam Pretty/Getty Images

Sun Yang - Foto: Rob Schumacher/USA Today Sports

* Publicado originalmente no Blog do Coach no dia 28 de fevereiro de 2020

Terminou, o caso e a carreira de Sun Yang. Aos 28 anos de idade, o primeiro (e único) nadador chinês campeão olímpico recebeu uma dura punição do Tribunal da Corte Suprema com oito anos de suspensão.

Esta era exatamente a pena máxima no pedido da WADA contra o nadador chinês que havia sido absolvido pelo Painel de Doping da FINA por ter destruído as amostras da coleta do seu exame de sangue e se recusado ao fazer o teste de urina. O julgamento havia sido em novembro do ano passado e marcado por uma série de controvérsias e discussões.

Na deliberação do CAS/TAS, os três árbitros Franco Frattini da Itália, Romano Subiotto da Bélgica e Philippe Sands da Grã-Bretanha decidiram por unanimidade para a punição de oito anos. O painel indicou a expressão “comfortable satisfaction”, ou seja, sem qualquer dúvida de que Sun Yang violou o artigo 2.5 das regras de doping da FINA ao ter destruído as amostras de sangue coletado, sem justificativa e ainda mais tendo sido avisado de que tal tipo de procedimento poderia ter graves consequências.

Sun Yang – Foto: Satiro Sodré/SSPress

A punição de oito anos foi por conta do nadador chinês não ser mais réu primário, já que em junho de 2014 já havia sido suspenso em infração anti-doping.

A punição de Sun Yang começa no dia de hoje, 28 de fevereiro de 2020 e vai até 27 de fevereiro de 2028. O CAS/TAS decidiu não fazê-la retroativa indicando que a FINA havia dado condição de absolvição no Painel de Doping em janeiro de 2019, além do atleta ter tido feito outros testes anti-doping em setembro de 2018 sempre com resultados negativos. Assim, nenhum de seus resultados, ou medalhas do Campeonato Mundial de Gwangju foram anulados.

O CAS/TAS deve publicar o documento completo do julgamento em breve no website, porém se ambas as partes optarem por manter a decisão sob sigilo o documento não será conhecido.

Sun Yang – Foto: Satiro Sodré/SSPress

O Tribunal da Corte Suprema é a última instância da justiça esportiva. Para Sun Yang representa o fim de sua carreira. Uma apelação seria possível apenas na justiça civil, seja na Corte Suprema da Suíça, coisa bastante improvável de acontecer.

A decisão está sendo bastante comemorada pela imprensa internacional e atletas por todo planeta. Enquanto isso, um drama muito grande no esporte chinês, onde um de seus maiores ídolos praticamente diz adeus ao esporte.

Sun Yang acumula 37 medalhas internacionais, são seis medalhas olímpicas, três delas de ouro, 16 em Campeonatos Mundiais de Piscina Longa. Com 11 ouros individuais, é o segundo maior vencedor da história da competição, atrás apenas de Michael Phelps que tem 15 e o mesmo número de Katie Ledecky.

Tags

Alexandre Pussieldi Best Swimming CAS/TAS doping Fina natacao Sun Yang

Alexandre Pussieldi

Editor-chefe da Best Swimming e colunista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas