CBDA divulga critérios de convocação para Tóquio-2020

Seletiva Olímpica será realizada durante o Troféu Brasil, em abril no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ)

20/11/2019 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Troféu Brasil-Maria Lenk - Foto:  Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Troféu Brasil-Maria Lenk - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA) divulgou esta semana um boletim com os critérios de convocação da seleção brasileira de natação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. A única seletiva olímpica será realizada no Troféu Brasil/Maria Lenk marcado para acontecer entre os dias 20 e 25 de abril no Parque Aquático Maria Lenk no Rio de Janeiro.

Os índices foram divulgados e apenas valerão apenas para a final A das provas. Os dois primeiros das provas individuais que fizerem o índice serão convocados para o time olímpico.

Os atletas das equipes dos revezamentos já garantidos em Tóquio durante o Campeonato Mundial de Gwangju (4x100m e 4x200m livre e 4x100m medley todos masculinos) serão definidos pelos quatro melhores tempos de cada prova respectivamente. Os revezamentos que ainda não possuem vaga direta podem tentar uma “tomada de tempo” para tentar um lugar nos Jogos Olímpicos.

Para os revezamentos 4x100m e 4x200m livre poderá ainda ser convocado um quinto atleta, como reserva, desde que o mesmo nade abaixo do índice da prova individual. Já no 4x100m medley serão convocados os campeões de cada prova na seletiva olímpica: 100m livre, 100m peito, 100m costas e 100m borboleta. Confira aqui os índices:

Tabela de índices olímpicos para Tóquio-2020 – Foto: Reprodução/CBDA

“Nós pensamos em critérios diretos e objetivos, como já vínhamos pensando, para definir a melhor seleção. É uma seletiva onde todos os atletas estão em igualdade de condições e de oportunidades. A nossa expectativa é que todos cheguem em suas melhores formas para obterem seus melhores tempos e chegarmos aos Jogos Olímpicos preparados para fazermos uma campanha histórica”, afirma Gustavo Otsuka, supervisor de Natação da CBDA.

Esta será a primeira vez que o Brasil realiza uma seletiva única para os Jogos Olímpicos. Na edição passada, no Rio-2016, foram duas seletivas e para Londres-2012, sete seletivas! Com esse sistema, o Brasil se iguala a potências mundiais como Estados Unidos, Austrália, França, Rússia, Itália, Canadá, entre outras. Veja o boletim completo da CBDA aqui. 

Tags

CBDA índices olímpicos Jogos Olímpicos natacao Parque Aquático Maria Lenk Tóquio-2020

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas