Roma

Chloe McCardel atravessa o Canal da Mancha pela 35ª vez

Com esse feito, a nadadora australiana tornou-se a segunda pessoa no mundo com mais travessias concluídas

18/08/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Chloe McCardel - Foto: Reprodução
Chloe McCardel - Foto: Reprodução

Chloe McCardel - Foto: Reprodução

Chloe McCardel - Foto: Reprodução

A australiana Chloe McCardel levou 10 horas e 40 minutos para completar sua 35ª travessia do Canal da Mancha, no último fim de semana. Com o feito, tornou-se a segunda pessoa do mundo com o maior número de travessias completas no Canal da Mancha, considerada a prova mais desafiadora do planeta. Ela partiu da Abbot’s Cliff, perto de Folkestone, no início da noite de sábado e chegou a costa francesa na manhã de domingo.

“Estou de ótimo humor e gostaria de ter uma pequena comemoração esta noite na Inglaterra. Tenho extrema sorte de estar cercada de tanto amor e apoio do meu anfitrião inglês aos capitães e tripulantes do meu barco de apoio. Estou animada para comemorar esta conquista junto com eles”, comentou a nadadora de 35 anos.

Chloe McCardel – Foto: Reprodução

Ela é agora a segunda na lista de pessoas com mais travessias no Canal, ultrapassando o recorde masculino Kevin Murphy que já nadou a prova 34 vezes. Sua próxima meta é igualar o recorde feminino que pertence a Alison Streeter, a “Rainha do Canal da Mancha”, que a distância 43 vezes. Chloe estava preocupada de não conseguir fazer a 35ª travessia devido à pandemia do COVID-19, mas tudo correu bem e a tentativa foi aprovado pelos órgãos de saúde responsáveis.

“Eles disseram que a prova do Canal da Mancha seria permitida, desde que você fizesse o distanciamento social ao chegar e não ficar na costa por mais de 10 minutos, o que é uma prática padrão para nós”, disse McCardel em entrevista à BBC pouco antes de fazer a prova. “Geralmente termino onde há pedras grandes e é inacessível para as pessoas em terra porque você não pode andar por elas e lá não há areia”, completou.

Chloe McCardel – Foto: Reprodução

Nas últimas semanas ela completou três travessias do Canal, empatando em 34 com Murphy. Chloe disse ainda que espera que seu mais recente feito possa ajudar a aumentar a conscientização sobre a violência doméstica. Ela também revelou que é uma sobrevivente e que já foi diagnosticada com transtorno de estresse pós-traumático.

“É uma ocasião muito importante e estou muito orgulhosa de poder representar a Austrália. Também tenho pensado muito sobre as pessoas presas, especialmente as mulheres que enfrentam a violência doméstica e tenho orgulho de ser uma voz para aqueles que não a têm”, finalizou.

Chloe McCardel – Foto: Reprodução

A australiana detém vários recordes de águas abertas, incluindo a mais longa prova de natação oceânica não assistida em 2014. Na ocasião ela nadou 124,4 km em 41,5 horas ao redor das Bahamas. Em 2017, tornou-se a primeira pessoa a tentar fazer duas vezes ida e volta do Canal da Mancha, totalizando quatro percursos sem parar, mas não teve sucesso na jornada. Agora ela vai atrás da marca de Streeter e se tornar no futuro a nova “Rainha do Canal da Mancha”,

Tags

Águas abertas Canal da Mancha Chloe McCardel natacao

Notícias relacionadas