Roma

Cinco fatos para não perder os Jogos da Commonwealth

Listamos aqui alguns pontos que fazem desse evento, que começa amanhã na Austrália, uma competição para ser acompanhada com atenção

03/04/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Chad Le Clos - Foto: Divulgação
Chad Le Clos - Foto: Reprodução

Chad Le Clos - Foto: Reprodução

Chad Le Clos - Foto: Divulgação

Amanhã tem início as provas de natação da 21ª edição dos Jogos da Commonwealth, um dos eventos esportivos mais tradicionais da história como contamos aqui. Hoje listamos cinco fatos sobre a competição para serem acompanhados pelos fãs da modalidade. Em Gold Coast haverá atletas lutando por recordes mundiais e pessoais, competitividade em várias provas e uma boa chance de acompanhar um dos possíveis adversários do forte revezamento brasileiro 4x100m livre em Tóquio-2020. Veja mais abaixo:

 

Em 2014 Chad le Clos conquistou sete medalhas – Foto: Reprodução

* Chad Le Clos em busca do recorde de medalhas
Com 12 medalhas conquistadas em duas participações o nadador sul-africano chega a Gold Coast buscando se tornar o maior medalhista da história dos Jogos entre todas as modalidades. Para que esta meta seja atingida, Le Clos precisará subir sete vezes ao pódio. E esse número é totalmente possível. Na edição passada em Glasgow-2014 ele ganhou as mesmas sete medalhas e se repetir o desempenho este ano vai superar os atiradores Mick Gault e Philip Adams que são até hoje os maiores campeões dos Jogos da Commonwealth com 18 pódios. Chad le Clos terá sucesso nessa empreitada.

 

No Rio-2016 os australianos foram bronze no 4x100m livre – Foto: AAPPhoto

* Chance de ver o 4x100m livre da Austrália
Nos últimos grandes eventos o revezamento 4x100m livre da Austrália não foi bem. Medalha de bronze no Rio-2016, mas ausente do pódio nos Mundiais de 2015 e 2017, os aussies buscam dar a volta por cima. Nadando em casa e com o apoio da torcida o quarteto Kyle Chalmers, Cameron McEvoy, Jack Cartwright e James Magnussen é favorito ao ouro, mas não se contentará apenas com o lugar mais alto do pódio. Os australianos querem fazer um bom tempo em Gold Coast para mostrar ao mundo que estão no páreo pela medalha olímpica em Tóquio-2020. E com certeza os brasileiros estarão de olho acompanhando esta prova.

 

A velocista Cate Campbell se aproximou do recorde nos 50m livre – Foto: Reprodução

* Cate Campbell consegue o recorde mundial?
Ausente do Mundial de Budapeste-2017 quando ainda estava se recuperando de uma lesão, a australiana começou muito bem a temporada. No Campeonato Australiano mês passado conseguiu o excelente tempo de 23s79 nos 50m livre, batendo o recorde nacional e ficando a 12 centésimos da marca mundial da sueca Sarah Sjöström. Na mesma competição ainda fez 52s37 nos 100m livre que lhe dá a liderança do ranking mundial de 2018. Recuperada da lesão e novamente motivada, Campbell vai agora atrás do tão sonhado recorde mundial.

 

Ben Proud é o líder do ranking mundial nos 50m livre – Foto: Mike Lewis

* Ben Proud nadando novamente na casa dos 21 segundos
Até o momento nenhum outro velocista foi mais rápido do que o britânico em 2018. Medalhista de bronze no Campeonato Mundial de Budapeste, Proud continua muito veloz nos 50m livre. Nesta temporada já nadou três vezes na casa dos 21 segundos: 21s89 no Euro Meet, 21s61 no Trofeo Cittá di Milano e 21s52  Uster Invitational. O inglês tem nos Jogos da Commonwealth sua prioridade para o primeiro semestre e tentará se aproximar de sua melhor marca pessoal (21s32) feita no Campeonato Britânico no ano passado.

 

Kylie Masse lidera a seleção canadense em Gold Coast – Foto: Mike Lewis

* Força da natação feminina canadense
Grata surpresa dos Jogos Olímpicos do Rio-2016 a natação feminina canadense espera fazer um bom papel também nos Jogos da Commonwealth. Lideradas por Kylie Masse, campeã e recordista mundial dos 100m costas, e por Penny Oleksiak, campeã e recordista olímpica dos 100m livre, as canadenses esperam repetir o desempenho do Rio quando conquistaram seis medalhas. Masse terá um duelo bem acirrado com a australiana Emily Seebohm que esta em boa fase, já Oleksiak tentará segurar a veloz Cate Campbell.

As provas de natação serão disputadas na piscina do Optus Aquatic Centre. As eliminatórias começarão a partir das 10h30 horário local (21h30 de Brasília) e as finais a partir das 19h30 locais (6h30 de Brasília). Os resultados e balizamentos podem ser encontrados no site oficial dos Jogos clicando aqui.

Tags

Ben Proud Cate Campbell Chad Le Clos Jogos da Commonwealth natacao revezamento 4x100m livre

Notícias relacionadas