Roma

Conheça os finalistas do ISL

Recordes sul-americanos e recordes mundiais foram os grandes destaques nas semifinais do evento em Budapeste

17/11/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
International Swimming League - Foto: Divulgação/ISL
Leonardo Santos - Foto: Mine Kasapoglu

Leonardo Santos - Foto: Mine Kasapoglu

International Swimming League - Foto: Divulgação/ISL

As semifinais do International Swimming League (ISL) terminaram ontem na Duna Arena em Budapeste e já conhecemos os quatro finalistas da segunda temporada do evento. Na primeira semifinal nadaram as equipe de Energy Standard, London Roar, Tokyo Frog Kings e New York Breakers e na segunda semifinal caíram na água Cali Condors, LA Current, Iron e Toronto Titans. Na semana que vem os times de Energy Standard, London Roar, Cali Condors e LA Current disputam o título.

Na primeira disputa Guilherme Guido foi o grande destaque. Guido continua cada vez melhor. Nos 50m costas venceu a prova pela terceira vez na temporada sendo o único a romper a casa os 23 segundos com 22s89. Na abertura do revezamento 4x100m medley do London, o brasileiro estabeleceu um novo recorde sul-americano nos 100m costas com 49s40, cinco centésimos abaixo de seu antigo recorde. Ele ainda nadou a prova individual e foi o segundo colocado com 49s83.

Essa semifinal teve ainda dois recordes mundiais. Um com a holandesa Kira Toussaint, superando a marca de Etiene Medeiros em sete centésimos: 25s60 contra 25s67 do antigo recorde da brasileira e outro com o britânico Adam Peaty nos 100m peito nadando a prova em 55s49, bem abaixo do recorde mundial de Cameron van der Burgh de 2009 que era 55s61. A curiosidade é que ambos estabeleceram esses recordes no dia 15 de novembro.

Ao fim da primeira semifinal Energy Standard ficou em primeiro com 580 pontos seguido pelo London Roar em segundo com 517,5 pontos. Tokyo Frog Kings e NY Breakers foram eliminados.

Leonardo Santos – Foto: Mike Lewis

Na segunda semifinal os brasileiros também nadaram muito bem. Leonardo Santos, do Team Iron, estabeleceu nos 200m medley um novo recorde sul-americano com a marca de 1min52s06 e registrou nos 400m medley sua melhor marca pessoal com 4min04s16. Seu colega de time Nicholas Santos mais uma vez raspou no recorde mundial dos 50m borboleta desta vez nadando para 21s80, terceira melhor marca de sua carreira e também a terceira melhor de todos os tempos.

Jhennifer Alves também foi muito bem com um novo recorde sul-americano desta vez nos 50m peito com 29s91 e terminou a prova em sexto lugar. Felipe França foi o segundo nos 50m peito, Guilherme Basseto o terceiro nos 50m e 100m costas e Fernando Scheffer em segundo nos 400m livre e terceiro nos 200m livre.

Caeleb Dressel – Foto: Mike Lewis

Na segunda semifinal o Cali Condors terminou na frente com 605,5 pontos seguido pelo LA Current com 462 pontos. Iron e Toronto Titans foram eliminados. Até o momento Caeleb Dressel segue na liderança do MVP da temporada com 90,5 pontos. O americano inclusive bateu o recorde mundial dos 100m medley com 49s88, tornando-se o primeiro homem da história abaixo dos 50 segundos. A performance de gala de Dressel teve um recorde americano dos 100m livre (45s20) e nos 50m borboleta (22s04). A final do ISL 2020 será realizada nos dias 21 e 22 de novembro e com transmissão do Sportv.

Clique aqui para ver os resultados da primeira semifinal

Clique aqui para ver os resultados da segunda semifinal

Tags

International Swimming League ISL natacao recorde mundial

Notícias relacionadas