Conscientização aquática

Visando combater os altos números de afogamentos no Brasil, o INATI promove campanha para alertar a população sobre esta triste realidade

21/11/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter

Quase 6 mil pessoas morreram afogadas no Brasil no ano de 2016. Em média 16 pessoas morrem afogadas por dia em todo o país. O afogamento é uma as cinco principais causas de óbito de crianças e jovens de 1 a 24 anos. Todos são dados foram coletados pela Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa). Números impressionantes não é mesmo? Por este motivo o mês novembro, as véspera do verão, é considerado como o mês nacional da segurança aquática.

Criada em 2012 pelo Instituto de Natação Infantil (INATI), esta data visa que escolas de natação, academias e clubes sensibilizem seus alunos, associados e população em geral sobre o problema dos afogamentos. Muitas pessoas não sabem, ou nem imaginam, mas esta é uma das maiores causas de óbito e fatalidades que ocorrem no país ao longo de todo o ano. Com a chegada do verão esses números aumentam e mesmo nesta época do ano, pré-verão, já há casos de mortes por afogamento registradas no país.

Justamente para alertar e conscientizar a população do país o INATI lançou uma campanha em suas redes sociais (compartilhada pela SWIM CHANNEL em seu stories do Instagram e disponibilizadas na galeria de fotos acima) com informações relevantes sobre esse problemas e dicas para evitar acidentes e fatalidades. Através de uma comunicação simples e direta, o instituto busca ampliar sua mensagem de conscientização e atingir principalmente os pais para que não descuidem se seus filhos neste verão.

Além da campanha digital, o INATI mantém em seu site oficial diversos informativos, manuais de prevenção a afogamentos e sugestões de aulas educativas para academias e clubes visando sempre a segurança de seus alunos. Alguns desses materiais estão disponíveis para download e podem ser conferidos aqui. Nos dias 5 a 7 de abril de 2019, o INATI promoverá a 11ª edição do Congresso Brasileiro de Natação Infantil em São Paulo. Portanto, divirta-se neste verão, mas tome todos os cuidados necessários para evitar problemas!

Tags

afogamentos Gustavo Borges Inati natacao segurança aquática

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas