Daiya Seto define novo técnico para preparação olímpica

Principal nadador japonês encerra parceria de dez anos para trabalhar com um ex-colega, sem experiência e com 25 anos de idade

29/05/2020 - Alexandre Pussieldi

Facebook Twitter
Daiya Seto - Foto: Reprodução/FINA
Daiya Seto - Foto: AFP/JIJI

Daiya Seto - Foto: AFP/JIJI

Daiya Seto - Foto: Reprodução/FINA

* Publicado originalmente no Blog do Coach no dia 27 de maio de 2020

O melhor nadador do Japão na atualidade vive a sua melhor fase, e nem por isso evitou que Daiya Seto anunciasse, durante a pandemia, o fim da relação com seu treinador Takayuki Umehara. Os dois estavam juntos desde a adolescência do nadador, mais de dez anos de trabalho.

Seto, como todos os nadadores japoneses, tem treinado em casa. Instalou uma piscina temporária e tem compartilhado imagens de seus treinamentos nas redes sociais. Agora, vem o anúncio de quem será o seu técnico até a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio no próximo ano: o amigo Ryuchiro Ura.

Com 25 anos de idade, um a menos que Seto, ex-nadador de relativo destaque nas categorias inferiores, sem qualquer experiência como técnico, Ura vai comandar o trabalho de uma das grandes chances de medalha do Japão na Olimpíada do próximo ano.

Daiya Seto – Murad Sezer/Reuters

Daiya Seto é o único nadador confirmado para o time olímpico de Tóquio. Esta condição ele garantiu ao vencer as provas dos 200m e 400m medley no Campeonato Mundial de Gwangju. Medalhista de bronze nos 400m medley no Rio-2016, Seto tem sete medalhas em Mundiais de longa, quatro delas de ouro.

Em 2020, Seto conseguiu baixar todos os seus tempos em todas as suas provas, mas nada disso impediu o fim do trabalho que vinha fazendo com Takayuki Umehara. Esta pandemia, ao que parece, tem sido uma oportunidade para grandes atletas fazerem reflexões sobre suas carreiras e planos. Seto é o segundo grande nadador de nível mundial a trocar de técnico durante esta fase. O outro foi o italiano Gregorio Paltrinieri que deixou Stefano Morini após nove anos de trabalho. Paltrinieri, como Seto, vivendo uma de suas melhores fases de resultados.

Daiya Seto – Foto: Mike Lewis

Deixar o técnico para treinar com um amigo não é algo inédito. O australiano James Magnussen deixou Brant Best após alcançar os grandes resultados de sua carreira para um período com os irmãos Falvey, que eram treinadores, mas sem qualquer resultado nacional. Magnussen não conseguiu repetir seus resultados e decidiu anunciar a aposentadoria no ano passado.

Aqui no Brasil, Cesar Cielo também tomou caminho parecido. Em 2013, na abertura da temporada optou por deixar o trabalho com Alberto Pinto da Silva depois de vários anos. Optou pelo amigo Scott Goodrich, então um treinador que recém começava a carreira. Ambos chegaram ao título mundial dos 50m livre e 50m borboleta no Mundial de Barcelona naquele mesmo ano.

Tags

Alexandre Pussieldi Blog do Coach Daiya Seto natacao natação japonesa Tóquio-2020 Tóquio-2021

Alexandre Pussieldi

Editor-chefe da Best Swimming e colunista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas