Dossiê Kazan: as provas de peito

30/07/2015

Facebook Twitter

50m peito feminino
Em Mundiais: desde 2001
Quem venceu mais de uma vez: Xuejuan Luo, CHN (2001 e 2003)
Melhores resultados do Brasil:
Beatriz Travalon, 20º em 2013
Ana Carla Carvalho, 24º em 2009
Tatiane Sakemi, 27º em 2009
Patrícia Comini, 38º em 2003
Não houve mais participações
Brasileiras em Kazan: Jhennifer Conceição

A lituana Ruta Meylutite já mostrou serviço no início de ano e fez seu melhor tempo desde que bateu o recorde mundial da prova no Mundial de 2013. Como sempre entra como favorita, mas ela já se mostrou vencível nas provas de velocidade do nado peito. Não por deficiência, mas porque suas adversárias também evoluíram. É só lembrar de 2013, quando bateu o recorde mundial na semifinal e perdeu a final para Yulia Efimova. A russa está de volta de uma suspensão por doping e é uma das poucas que consegue nadar em alto nível os 50m, 100m e 200m. A americana Jessica Hardy também bateu o recorde mundial da prova no Mundial de 2013 e é sempre um nome perigoso. Outra concorrente é outra carrasca de Meylutite, a jamaicana Alia Atkinson, que venceu a lituana nos 100m peito no Mundial de curta de 2014. A sueca Jennie Johansson, vice-campeã europeia da prova no ano passado, despontou há alguns anos como possível destaque mundial mas não seguiu a evolução. Espera finalmente desencantar. A brasileira Jhennifer Conceição estreia em mundiais e se avançar para a semifinal será um grande resultado, e tem chances já que a prova está bem desfalcada (alguns dos melhores tempos do mundo, como as australianas Bailey Harris e Leiston Pickett, a americana Breeja Larson e a britânica Sophie Taylor não nadam, indicando como os países já se preparam para se dedicar primordialmente a provas olímpicas).

Ranking Top 10 2014/2015 (somente nadadoras que irão nadar em Kazan)

  1. 29.88 Ruta Meilutyte, LTU
  2. 30.12 Jessica Hardy, USA
  3. 30.17 Alia Atkinson, JAM
  4. 30.37 Yulia Efimova, RUS
  5. 30.39 Jennie Johansson, SWE
  6. 30.64 Moniek Nijhuis, NED
  7. 30.68 Mariia Liver, UKR
  8. 30.89 Martina Carraro, ITA
  9. 31.00 Micah Laurence, USA
  10. 31.02 Sycerika McMahon, ITA

Top 10 All Time

  1. 29.48 Ruta Meilutyte, LTU (2013)
  2. 29.52 Yulia Efimova, RUS (2013)
  3. 29.80 Jessica Hardy, USA (2009)
  4. 29.95 Breeja Larson, USA (2013)
  5. 30.11 Rebecca Soni, USA (2009)
  6. 30.16 Sarah Katsoulis, AUS (2009)
  7. 30.17 Valentina Artemyeva, RUS (2009)
  8. 30.17 Alia Atkinson, JAM (2014)
  9. 30.23 Amanda Reason, CAN (2009)
  10. 30.23 Jennie Johansson, SWE (2013)

Recordes
Mundial: Ruta Meilutyte, LTU – 29.48 (2013)
Camp. Mundial: Ruta Meilutyte, LTU – 29.48 (2013)
Sul-americano: Tatiane Sakemi, BRA – 30.81 (2009)
Brasileiro: Tatiane Sakemi, BRA – 30.81 (2009)
Norte-americano: Jessica Hardy, USA – 29.80 (2009)
Norte-americano: Jessica Hardy, USA – 29.80 (2013)
Europeu: Ruta Meilutyte, LTU – 29.48 (2013)
Oceania: Sarah Katsoulis, AUS – 30.16 (2009)
Asiático: Huijia Chen, CHN – 30.46 (2009)
Africano: Penelope Heyns, RSA – 30.83 (1999)

50m peito masculino
Em Mundiais: desde 2001
Quem venceu mais de uma vez: Oleg Lisogor, UKR (2001 e 2007), Cameron van der Burgh, RSA (2009 e 2013)
Melhores resultados do Brasil:
Felipe França, 1º em 2011
Felipe França, 2º em 2009
João Jomes Jr, 5º em 2013
João Jomes Jr, 7º em 2009
Felipe Lima, 9º em 2013
Eduardo Fischer, 20º em 2001
Eduardo Fischer, 21º em 2003
Felipe Lima, 24º em 2007
Henrique Barbosa, 25º em 2007
Brasileiros em Kazan: Felipe França e Felipe Lima

O ouro deve ser disputado pelas maiores estrelas presentes: o brasileiro Felipe França, campeão em 2011, ex-recordista mundial e atual campeão mundial de curta, o sul-africano Cameron van der Burgh, campeão em 2009 e 2013, o britânico Adam Peaty, atual campeão europeu e recordista mundial e o australiano Christian Sprenger, vice em 2013. França derrotou os dois primeiros concorrentes no mundial de curta no fim do ano passado. Mas, na longa, ninguém tem nadado mais rápido que Peaty. Seu tempo nos 50m não é tão inacreditável quanto nos 100m e entra com ligeiro favoritismo. Os outros terão que melhorar bem para pensar em medalha. Entre eles, o brasileiro Felipe Lima, melhor nos 100m. O italiano Andrea Toniato surpreendeu esse ano e fez um bom tempo, e a continuar a melhorar pode incomodar os favoritos. O desconhecido Brendan McHugh é o único da equipe masculina americana a ir para Kazan somente para nadar uma prova de 50m. Já mostrou velocidade, e ao menos nome de nadador de peito ele tem.

Ranking Top 10 2014/2015 (somente nadadores que irão nadar em Kazan)

  1. 26.62 Adam Peaty, GBR
  2. 26.74 Christian Sprenger, AUS
  3. 26.76 Cameron Van Der Burgh, RSA
  4. 27.04 Felipe Franca da Silva, BRA
  5. 27.06 Andrea Toniato, ITA
  6. 27.09 Caba Siladji, SRB
  7. 27.10 Brendan McHugh, USA
  8. 27.27 Damir Dugonjic, SLO
  9. 27.31 Felipe Lima, BRA
  10. 27.33 Hendrik Feldwehr, GER

Top 10 All Time

  1. 26.62 Adam Peaty, GBR (2014)
  2. 26.67 Cameron van der Burgh, RSA (2009)
  3. 26.74 Christian Sprenger, AUS (2014)
  4. 26.76 Felipe Franca da Silva, BRA (2009)
  5. 26.83 Hendrik Feldwehr, GER (2009)
  6. 26.83 Damir Dugonjic, SLO (2013)
  7. 26.86 Mark Gangloff, USA (2009)
  8. 26.95 Brenton Rickard, AUS (2009)
  9. 27.04 Gulio Zorzi, RSA (2013)
  10. 27.05 Joao Gomes, BRA (2013)

Recordes
Mundial: Adam Peaty, GBR – 26.62 (2014)
Camp. Mundial: Cameron van der Burgh, RSA – 26.67 (2009)
Sul-americano: Felipe Franca da Silva, BRA – 26.76 (2009)
Brasileiro: Felipe Franca da Silva, BRA – 26.76 (2009)
Norte-americano: Mark Gangloff, USA – 26.86 (2009)
Europeu: Adam Peaty, GBR – 26.62 (2014)
Oceania: Christian Sprenger, AUS – 26.74 (2014)
Asiático: Kosuke Kitajima, JPN – 27.30 (2010)
Africano: Cameron van der Burgh, RSA – 26.67 (2009)

 

100m peito feminino
Em Mundiais: desde 1973
Quem venceu mais de uma vez: Xuejuan Luo, CHN (2001 e 2003), Leisel Jones, AUS (2005 e 2007)
Melhores resultados do Brasil:
Cristina Bassani Teixeira, 16º em 1973
Cristina Teixeira, 15º em 1975
Mendonça, 18º em 1973
Georgina Magalhães, 24º em 1986
Carolina Mussi, 25º em 2009
Brasileiras em Kazan: Jhennifer Conceição

A melhor prova de Ruta Meylutite, na qual ela pode se gabar de ser a única da história a conquistar todos os títulos internacionais possíveis (olimpíada, olimpíada da juventude, mundiais de curta e longa, europeus de curta e longa e mundial e europeu junior), ela ainda parece estar um nível acima das adversárias. Atual recordista mundial, defenderá o título conquistado em Barcelona, e a não ser que suas adversárias melhorem muito, o ouro é dela. Provavelmente nadará para 1min04s. Ainda por cima a segunda colocada no ranking mundial, a americana Katie Meili, não irá nadar, pois foi convocada para a seleção B americana que disputou o Pan de Toronto – mais uma mancada do questionável método de seleção dos Estados Unidos. A russa Yulia Efimova chegou perto de Ruta em 2013, e se ela surpreendeu as favoritas nos 50m e 200m, adoraria fazê-lo dessa vez nos 100m. A japonesa vice-campeã do Pan-Pacífico Kanako Watanabe tem um final de prova fortíssimo e pode surpreender. A jamaicana Alia Atkinson derrotou Ruta no mundial de curta de 2014, mas seu 1min06s na longa não corresponde ao fantástico 1min02s na curta, o que demonstra grande margem de melhora. Não esquecer da dinamarquesa Rikke Pedersen, especialista nos 200m, mas que vem nadando os 100m cada vez mais rápido. A brasileira Jhennifer Conceição nadou para 1min08s no Pan, mas para semi precisará abaixar para 1min07s.

Ranking Top 10 2014/2015 (somente nadadoras que irão nadar em Kazan)

  1. 1:05.21 Ruta Meilutyte, LTU
  2. 1:05.88 Kanako Watanabe, JPN
  3. 1:05.89 Yulia Efimova, RUS
  4. 1:06.19 Rikke Pedersen, DEN
  5. 1:06.51 Jessica Hardy, USA
  6. 1:06.51 Micah Lawrence, USA
  7. 1:06.59 Alia Atkinson, JAM
  8. 1:06.67 Jinglin Shi, CHN
  9. 1:07.04 Jennie Johansson, SWE
  10. 1:07.07 Taylor McKeown, AUS

Top 10 All Time

  1. 1:04.35 Ruta Meilutyte, LTU (2013)
  2. 1:04.45 Jessica Hardy, USA (2009)
  3. 1:04.84 Rebecca Soni, USA (2009)
  4. 1:05.02 Yulia Efimova, RUS (2013)
  5. 1:05.09 Leisel Jones, AUS (2006)
  6. 1:05.32 Liping Ji, CHN (2009)
  7. 1:05.35 Katlin Freeman, USA (2009)
  8. 1:05.47 Hui Qi, CHN (2009)
  9. 1:05.64 Huijia Chen, CHN (2009)
  10. 1:05.64 Katie Meili, USA (2015)

Recordes
Mundial: Ruta Meilutyte, LTU – 1:04.35 (2013)
Camp. Mundial: Ruta Meilutyte, LTU – 1:04.35 (2013)
Sul-americano: Tatiane Sakemi, BRA – 1:07.67 (2009)
Brasileiro: Tatiane Sakemi, BRA – 1:07.67 (2009)
Norte-americano: Jessica Hardy, USA – 1:04.45 (2009)
Europeu: Ruta Meilutyte, LTU – 1:04.35 (2013)
Oceania: Leisel Jones, AUS – 1:05.09 (2006)
Asiático: Liping Ji, CHN – 1:05.32 (2009)
Africano: Penelope Heyns, RSA – 1:06.52 (1999)

100m peito masculino
Em Mundiais: desde 1973
Quem venceu mais de uma vez: Norbert Rózsa, HUN (1991 e 1994), Brendan Hansen, USA (2005 e 2007)
Melhores resultados do Brasil:
Felipe Lima, 3º em 2013
Henrique Barbosa, 8º em 2009
Sergio Ribeiro, 13º em 1975
Felipe França, 14º em 2011
Cicero Torteli, 15º em 1986
Luiz Carvalho, 16º em 1982
Eduardo Fischer, 16º em 2001
João Gomes Jr., 16º em 2013
Brasileiros em Kazan: Felipe França e Felipe Lima

Se nos 50m Adam Peaty surge com ligeiro favoritismo, é nos 100m que ele parece estar um nível acima dos concorrentes. Com seu incrível recorde mundial, o único desta temporada, parece não ter adversários na briga pelo ouro. Está um segundo à frente da concorrência, e o adversário mais próximo é o australiano Christian Sprenger. Mas Peaty ainda precisa se firmar em nível mundial, o que Sprenger já fez (é o atual campeão mundial e vice-olímpico) – o máximo que o britânico chegou foi o ouro no Europeu, e no mundial de curta foi derrotado por Felipe França. O brasileiro, aliás, está mais bem cotado do que nunca na prova, e com o tempo do Pan de Toronto chega pela primeira vez em um mundial de longa com tempo entre os três primeiros colocados. Aliás, seu 59s21 lhe daria medalha em qualquer grande competição na história da natação. O campeão olímpico Cameron van der Burgh vem nadando cada ano mais devagar desde 2012, mas isso não quer dizer que esteja fora do páreo. Felipe Lima, bronze em 2013, depois de um 2014 difícil voltou a nadar abaixo do minuto. Ele sabe que terá que melhorar seu 59s65 de dois anos atrás para sonhar com pódio. O britânico Ross Murdoch foi puxado por Peaty no campeonato nacional e fez o segundo tempo do mundo este ano. O lituano Giedrius Titenis tirou do húngaro Daniel Gyurta o bronze no Europeu do ano passado, e ambos também podem brigar, assim como o japonês Yasuhiro Koseki, campeão pan-pacífico.

Ranking Top 10 2014/2015 (somente nadadores que irão nadar em Kazan)

  1. 57.92 Adam Peaty, GBR
  2. 58.87 Christian Sprenger, AUS
  3. 59.13 Ross Murdoch, GBR
  4. 59.21 Felipe Franca da Silva, BRA
  5. 59.28 Cameron Van Der Burgh, RSA
  6. 59.35 Giedrius Titenis, LTU
  7. 59.51 Cody Miller, USA
  8. 59.58 Daniel Gyurta, HUN
  9. 59.62 Yasuhiro Koseki, JPN
  10. 59.78 Felipe Lima, BRA
  11. 59.79 Caba Siladji, SRB

Top 10 All Time

  1. 57.92 Adam Peaty, GBR (2015)
  2. 58.46 Cameron Van Der Burgh, RSA (2012)
  3. 58.58 Brenton Rickard, AUS (2009)
  4. 58.64 Hugues Duboscq, FRA (2009)
  5. 58.67 Igor Borysik, UKR (2009)
  6. 58.71 Alexander Dale Oen, NOR (2011)
  7. 58.79 Christian Sprenger, AUS (2013)
  8. 58.90 Kosuke Kitajima, JPN (2012)
  9. 58.96 Eric Shanteau, USA (2009)
  10. 59.01 Mark Gangloff, USA (2009)

Recordes
Mundial: Adam Peaty, GBR – 57.92 (2015)
Camp. Mundial: Brenton Rickard, AUS – 58.58 (2009)
Sul-americano: Henrique Barbosa, BRA – 59.03 (2009)
Brasileiro: Henrique Barbosa, BRA – 59.03 (2009)
Norte-americano: Eric Shanteau, USA – 58.96 (2009)
Europeu: Adam Peaty, GBR – 57.92 (2015)
Oceania: Brenton Rickard, AUS – 58.58 (2009)
Asiático: Kosuke Kitajima, JPN – 58.90 (2012)
Africano: Cameron Van Der Burgh, RSA – 58.46 (2012)

 

200m peito feminino
Em Mundiais: desde 1973
Quem venceu mais de uma vez: Agnes Kovacs, HUN (1998 e 2001), Leisel Jones, AUS (2005 e 2007)
Melhores resultados do Brasil:
Cristina Bassani Teixeira, 16º em 1973
Cristina Bassani Teixeira, 16º em 1975
Mendonça, 18º em 1973
Georgina Magalhães, 24º em 1986
Brasileiras em Kazan: Nenhuma

A dinamarquesa Rikke Pedersen, assim como Ruta Meylutite, foi surpreendida por Yulia Efimova no Mundial de 2013. Pedersen bateu o recorde mundial dos 200m peito na semifinal, mas perdeu o ouro para a russa. Vem se mostrando consistente e chegou a nadar para 2min19s no ano passado sem estar totalmente polida, o que gerou expectativa de recorde no Campeonato Europeu, que não aconteceu. Efimova voltou de uma suspensão por doping e já aparece bem no ranking mundial, o que indica que ela novamente deve brigar por medalha. Mas em 2015 ninguém nadou melhor que a japonesa Kanako Watanabe, campeã do Pan-Pacífico em 2014, que tem um final de prova matador – típico dos técnicos nadadores japoneses. Assim como no masculino, o nado peito feminino do Japão está muito bem, e Rie Kaneto, vice no Pan-Pacífico, também está bem cotada. Elas também foram campeã e vice no mundial de curta, deixando Pedersen com o bronze. A fase japonesa é tão boa que Satomi Suzuki, vice-campeã olímpica, não nada a prova. A australiana Taylor McKeown e a americana Micah Lawrence, bronze em 2013, sofreram com o final de prova das japonesas no Pan-Pacífico e estarão mais atentas desta vez. De olho também na chinesa Shi Jinglin, que passou perto de uma final no Mundial de 2013, melhorou três segundos desde então e está no páreo.

Ranking Top 10 2014/2015 (somente nadadoras que irão nadar em Kazan)

  1. 2:19.61 Rikke Pedersen, DEN
  2. 2:20.90 Kanako Watanabe, JPN
  3. 2:21.58 Rie Kaneto, JPN
  4. 2:22.08 Jinglin Shi, CHN
  5. 2:22.10 Taylor McKeown, AUS
  6. 2:22.12 Yulia Efimova, RUS
  7. 2:22.69 Viktoria Zeynep GUNES, TUR
  8. 2:23.05 Micah Lawrence, USA
  9. 2:23.32 Kierra Smith, CAN
  10. 2:23.34 Tessa Wallace, AUS

Top 10 All Time

  1. 2:19.11 Rikke Pedersen, DEN (2013)
  2. 2:19.41 Yulia Efimova, RUS (2013)
  3. 2:19.59 Rebecca Soni, USA (2012)
  4. 2:20.12 Annamay Pierse, CAN (2009)
  5. 2:20.54 Leisel Jones, AUS (2006)
  6. 2:20.72 Rie Kaneto, JPN (2009)
  7. 2:20.72 Satomi Suzuki, JPN (2012)
  8. 2:20.90 Kanako Watanabe, JPN (2015)
  9. 2:21.37 Hui Qi, CHN (2009)
  10. 2:21.62 Nadja Higl, SRB (2009)

Recordes
Mundial: Rikke Pedersen, DEN – 2:19.11 (2013)
Camp. Mundial: Rikke Pedersen, DEN – 2:19.11 (2013)
Sul-americano: Carolina Mussi, BRA – 2:27.42 (2009)
Brasileiro: Carolina Mussi, BRA – 2:27.42 (2009)
Norte-americano: Rebecca Soni, USA – 2:19.59 (2012)
Europeu: Rikke Pedersen, DEN – 2:19.11 (2013)
Oceania: Leisel Jones, AUS – 2:20.54 (2006)
Asiático: Rie Kaneto, JPN – 2:20.72 (2009) e Satomi Suzuki, JPN – 2:20.72 (2012)
Africano: Suzaan Van Biljon, RSA – 2:23.21 (2012)

200m peito masculino
Em Mundiais: desde 1973
Quem venceu mais de uma vez: David Wilkie, GBR (1973 e 1975), Brendan Hansen, USA (2001 e 2005), Kosuke Kitajima, JPN (2003 e 2007), Daniel Gyurta, HUN (2009, 2011 e 2013)
Melhores resultados do Brasil:
Henrique Barbosa, 7º em 2009
Sergio Ribeiro, 12º em 1975
Luiz Carvalho, 15º em 1982
Pinto, 21º em 1973
Cícero Tortelli, 25º em 1986
Brasileiros em Kazan: Thiago Simon e Felipe França

Ele não é o líder do ranking e nem o recordista mundial, mas o húngaro Daniel Gyurta é o rei dos 200m peito. É o atual tricampeão mundial e campeão olímpico. Na hora da decisão, ninguém pode com ele. No ano passado, enfrentou um problema de contusão e não nadou a prova no Europeu, mas voltou em grande estilo vencendo com autoridade no mundial de curta. O pelotão para tirar dele a coroa, no entanto, não é pequeno. A começar pelos britânicos Andrew Wilis e Adam Peaty. A Grã-Bretanha está tão forte na prova que ficaram de fora Ross Murdoch, que fez a terceira melhor marca da história nos Jogos da Comunidade Britânica no ano passado, e o vice-campeão olímpico Michael Jamieson. Peaty é velocista, mas irá encarar o desafio de se tornar o primeiro a vencer os 50m, 100m e 200m em um mesmo mundial de longa. No Europeu do ano passado, Murdoch teve uma batalha ferrenha contra o alemão Marco Koch, que venceu também com excelente marca. Koch surgiu como revelação em 2013 ao conquistar a prata e de lá para cá evoluiu muito. Quem lidera o ranking este ano é o japonês Yasuhiro Koseki. O Japão é, junto com Grã-Bretanha e Hungria, os países com mais renovação na prova nos últimos anos, tanto que o atual recordista mundial, Akihiro Yamaguchi, sequer passou perto de se classificar na seletiva do país. Campeão das três provas nos Jogos Asiáticos de 2014, o cazaque Dmitriy Balandin impressionou de verdade nos 200m peito, e tenta conquistar a primeira medalha da história de seu país em mundiais de longa. O americano Kevin Cordes costuma se dar melhor nos 100m, mas fez uma grande marca nos 200m, abaixo de 2min08s, e espera dar fim à sequência de vacilos em provas internacionais. Thiago Simon venceu o pan  com 2min09s e terá que abaixar pelo menos um segundo para sonhar com final. Felipe França tem menos chances, concentrado nas provas de velocidade.

Ranking Top 10 2014/2015 (somente nadadores que irão nadar em Kazan)

  1. 2:07.47 Marco Koch, GER
  2. 2:07.67 Dmitriy Balandin, KAZ
  3. 2:07.77 Yasuhiro Koseki, JPN
  4. 2:07.86 Kevin Cordes, USA
  5. 2:08.34 Adam Peaty, GBR
  6. 2:08.58 Daniel Gyurta, HUN
  7. 2:08.59 Andrew Willis, GBR
  8. 2:08.93 Giedrius Titenis, LTU
  9. 2:08.94 Nicolas Fink, USA
  10. 2:08.98 Ilya Khomenko, RUS

Top 10 All Time

  1. 2:07.01 Akihiro Yamaguchi, JPN (2012)
  2. 2:07.23 Daniel Gyurta, HUN (2013)
  3. 2:07.30 Ross Murdoch, GBR (2014)
  4. 2:07.31 Christian Sprenger, AUS (2009)
  5. 2:07.42 Eric Shanteau, USA (2009)
  6. 2:07.43 Michael Jamieson, GBR (2012)
  7. 2:07.47 Marco Koch, GER (2014)
  8. 2:07.51 Kosuke Kitajima, JPN (2008)
  9. 2:07.67 Dmitriy Balandin, KAZ (2014)
  10. 2:07.77 Yasuhiro Koseki, JPN (2015)

Recordes
Mundial: Akihiro Yamaguchi, JPN – 2:07.01 (2012)
Camp. Mundial: Daniel Gyurta, HUN – 2:07.23 (2013)
Sul-americano: Henrique Barbosa, BRA – 2:08.44 (2009)
Brasileiro: Henrique Barbosa, BRA – 2:08.44 (2009)
Norte-americano: Eric Shanteau, USA – 2:07.42 (2009)
Europeu: Daniel Gyurta, HUN – 2:07.23 (2013)
Oceania: Christian Sprenger, AUS – 2:07.31 (2009)
Asiático: Akihiro Yamaguchi, JPN – 2:07.01 (2012)
Africano: Neil Versfeld, RSA – 2:09.61 (2009)

Por Daniel Takata

A equipe Swim Channel no Mundial de Kazan é patrocinada pela Finis, a melhor tecnologia para natação.

Tags

100m peito 200m peito 50m peito Campeonato Mundial Dossiê Swim Channel Kazan-2015