“Estou ótimo e na melhor forma da minha vida”

12/01/2018

Facebook Twitter

Bruno Fratus esta vivendo seu melhor momento. E não somos nós que dizemos isso e sim o próprio Fratus. Em conversa com a SWIM CHANNEL o velocista afirmou que esta passando pela melhor fase da carreira e que tem metas bem altas para este ciclo olímpico.

Após o melhor ano de sua carreira Fratus segue motivado para continuar evoluindo. Se 2016 ficou um gosto amargo pela decepção olímpica no Rio, 2017 teve um sabor muito mais doce. Afinal ele conquistou duas medalhas de prata no Mundial de Budapeste, além fazer as melhores marcas de sua vida nos 50m (21s27) e 100m livre (48s50). Tempos que o colocam entre os principais velocistas da atualidade.

Vivendo um nova fase na ensolarada Coral Springs, sua nova base de treinamento, Fratus permanece focado em apenas um objetivo: continuar sendo cada vez mais rápido dentro d’água. Nessa entrevista ele fala sobre seus treinamentos, calendário de competições, metas e também de uma nova empreitada: uma clínica que ministrará mês que vem nos Estados Unidos. Confira o bate-papo abaixo.

Bruno Fratus passou em 3º para a final - Foto: Simone Castrovillari/SSPress/CBDA

Fratus deixou Auburn e esta treinando em Coral Springs – Foto: Simone Castrovillari/SSPress/CBDA

SWIM CHANNEL: Você nadará o Euro Meet e a Flanders Cup, eventos que tradicionalmente abrem a temporada europeia. Pretende nadar também as etapas do Pro Swim Series nos EUA também antes do Maria Lenk? Como esta sua programação para este primeiro semestre de 2018?

BRUNO FRATUS: Competir sempre foi parte importantíssima da minha preparação e vem tomando uma relevância cada vez maior no meu programa. Não existe forma melhor de evoluir do que me expor constantemente ao mais alto nível de competitividade, seja na Europa ou nos EUA. Atualmente estou treinando com Coach Arilson Soares, Andrii Govorov e Shinri Shioura (ambos velocistas) em Tenerife, o que por si só já é bastante competição em uma base diária. Após competir no Euro Meet e na Flanders Cup volto para casa e pretendo nadar ainda o Grand Prix de Atlanta antes do Maria Lenk.

SWIM CHANNEL: Ano passado você nadou pelo Internacional de Regatas e este ano ainda não fechou com nenhum outro clube. Esta negociando com alguma equipe ou pretende deixar essa situação para resolver mais para a frente quando nos aproximarmos do Maria Lenk?

FRATUS: Infelizmente a situação é que me encontro sem um clube que me apoie.

(foto: Satiro Sodré/SSPress)

Fratus fará sua estreia em 2018 no Euro Meet no fim de janeiro – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

SWIM CHANNEL: Como esta sua adaptação em Coral Springs? Esta curtindo essa nova fase?

FRATUS: Coral Springs é um lugar maravilhoso, tem uma energia muito boa. Só tenho a agradecer ao Coach Bruno Darzi que me deixou a piscina a disposição. O clima ensolarado da Flórida e a estrutura de alto nível faz com que todo dia pareça um training camp.

SWIM CHANNEL: Ano passado você foi o nadador mais regular do mundo nos 50m livre nadando constantemente na casa dos 21 segundos. Em Budapeste você fez o melhor tempo da vida. Alguns nadadores fixam uma marca na cabeça e tentam reproduzi-la na piscina. Você tem algum tempo como meta para 2018? Acredita que pode se aproximar do recorde mundial de Cesar Cielo (20s91)?

FRATUS: Eu já tive essa fase, mas hoje em dia não. Passei dessa fase (risos). Minha motivação vai muito além de uma marca específica. Tenho sim minhas metas e bem altas. Mas isso é algo que acorda e vai dormir comigo. Não precisa anotar. E o recorde mundial? Porque não?

Bruno Fratus (foto: Satiro Sodré/SSPress)

Em Budapeste Fratus fez o melhor tempo da vida nos 50m livre: 21s27 – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

SWIM CHANNEL: Ano passado o revezamento em Budapeste foi brilhante. Além de vocês quatro há outros nadadores com boas chances de entrar na equipe, como o jovem Pedro Spajari que vem treinando junto e convivendo diariamente com o Marcelo Chierighini, Cesar Cielo e Gabriel Silva. Como esta sua cabeça para essa competitividade? Como encara essa situação onde ninguém tem lugar cativo na equipe?

FRATUS: Sinceramente não é algo que tire o meu sono, gosto muito de fazer parte desse revezamento e o aumento da competitividade por uma vaga só faz o time mais forte. Enquanto eu estiver nesse time pode ter certeza que vou deixar tudo o que tiver dentro d’água assim como vou sempre fazer o meu melhor para merecer uma vaga.

SWIM CHANNEL: Como você esta fisicamente? Ainda sente aquele problema nas costas que lhe prejudicou no Rio-2016 ou se recuperou totalmente?

FRATUS: O acidente que me machucou em 2016 foi uma fatalidade que aconteceu no pior timing possível. Todo atleta esta sujeito a esse tipo de eventualidade uma vez que esta com o corpo sempre no limite, mas passado esse episódio me tornei mais atento e aprendi muito sobre mim mesmo e como ter melhor controle sobre o meu programa. Estou ótimo e na melhor forma da minha vida.

Bruno Fratus. Campeonato Mundial de Desportos Aquaticos. Duna Arena. 28 de Julho de 2017, Budapeste, Hungria. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Bruno Fratus afirma que esta no melhor momento da carreira – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

SWIM CHANNEL: Como será a clínica Swim Clinic with Bruno Fratus* que você vai promover com o técnico Arilson Silva e com sua esposa Michelle Lenhardt? Como surgiu o projeto?

FRATUS: A clínica surgiu de um convite do Coach Guilherme Ferreira la da Montverde Academy. É algo que vejo como uma oportunidade de passar um pouco de conhecimento e experiência para atletas em início de carreira. Ministrar uma clínica era algo que nem planejava fazer tão cedo, mas quando surgiu o convite me animei e creio que será uma experiência muito legal.

* Para mais detalhes sobre a clínica Swim Clinic with Bruno Fratus entre em contato com o técnico Guilherme Ferreira através do e-mail guilherme.ferreira@montverde.org.

Por Guilherme Freitas

Tags

Bruno Fratus clínica de natação entrevista natacao Tóquio-2020