Fratus x Cielo, Cielo x Fratus: um clássico da velocidade

07/05/2017

Facebook Twitter

O grande momento do último dia de provas do Troféu Maria Lenk era a final dos 50m livre. Todos estavam ansiosos para assistir uma das principais rivalidades da natação nacional: Bruno Fratus x Cesar Cielo. Ou Cesar Cielo x Bruno Fartus. Na edição do ano passado do Troféu Maria Lenk, Ítalo Duarte roubou a cena ao terminar a prova entre os dois nadadores, deixando Cielo de fora da seleção olímpica que foi ao Rio-2016.

Desta vez, Ítalo não teve chances contra os dois. Nas eliminatórias Fratus havia sido quatro centésimos mais veloz do que Cielo: 21s83 contra 21s87. Na final, nadando lado a lado os dois velocistas protagonizaram mais um belo embate pelo topo da velocidade nas piscinas brasileiras. Fratus largou melhor, mas na altura dos 20, 25 metros Cielo estava ligeiramente a frente. Na segunda metade da prova Fratus cresceu novamente e conseguiu fechar melhor. Resultado final: Fratus campeão com 21s70 e Cielo prata com 21s79.

Bruno Fratus é o quarto do ano nos 50m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Bruno Fratus é o quarto do ano nos 50m livre – Foto: Satiro Sodré/SSPress

O resultado foi celebrado pelos dois nadadores. Fratus passou por momentos complicados no últimos meses. Foi dispensado pelo Pinheiros após dez anos representando o clube paulista e depois de muito tempo sem clube acertou com o tradicional Internacional de Regatas de Santos. Treinando em Auburn disputou competições nos Estados Unidos para não perder ritmo e contou com o apoio incondicional da esposa Michele Lenhardt na borda da piscina. No Maria Lenk saiu da água com o quarto melhor tempo do mundo m 2017.

Já Cielo, que não nadava uma grande competição desde o Troféu Maria Lenk do ano passado, passou meses recluso e longe dos holofotes. Muitos imaginavam que nem voltaria as piscinas, mas após pensar bastante resolveu voltar. E voltou bem. Motivado e animado por servir de inspiração para jovens atletas que treinam com ele no Pinheiros, mostrou que esta no caminho certo. Sua parcial no 4x50m livre logo no primeiro dia do Troféu (21s32) já dava indícios de que faria uma boa prova neste sábado. Com 21s79 também está no top 10 da temporada mundial, na sexta colocação.

Guilherme Costa não conseguiu o sub-15min - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Guilherme Costa não conseguiu o sub-15min – Foto: Satiro Sodré/SSPress

Os resultados de Fratus e Cielo somam respectivamente 893 e 884 pontos na tabela de índices da Fina que está sendo utilizada pela CBDA como critérios para definir quem vai ao Mundial. Por este método eles não estão entre os oito melhores, porém, é provável que a seleção brasileira em Budapeste ganhe algumas vagas adicionais e a presença dos dois é fatalmente certa. Não só pelo desempenho nos 50m livre, onde são sempre cotados para disputar medalhas, mas também por serem peças fundamentais no competitivo revezamento 4x100m livre.

Outros destaques do dia aconteceram nos 200m peito feminino com a argentina Macarena Ceballos batendo o recorde sul-americano com 2min26s90 e nos 1500m livre masculino, com Guilherme Costa na busca por um inédito sub-15minutos. Porém, o jovem nadador sentiu o forte início de prova e fechou com 15min06s35,  o suficiente para bater o recorde de campeonato. Campeonato que teve pelo terceiro ano consecutivo o Esporte Clube Pinheiros como campeão geral.

Por Guilherme Freitas

Tags

50m livre Bruno Fratus Cesar Cielo Guilherme Costa Macarena Ceballos natacao Troféu Maria Lenk