Glauco Rangel, Alan Viana e Thiago Rebollo completam o Desafio Por do Sol

Trio nadou a travessia de 45 km na Ilha do Mel no evento teste que aconteceu durante o feriado de Corpus Christi

24/06/2019 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Vista da Ilha do Mel - Foto: Reprodução
Evento-teste do Desafio Por do Sol na Ilha do Mel - Foto: Reprodução

Evento-teste do Desafio Por do Sol na Ilha do Mel - Foto: Reprodução

Vista da Ilha do Mel - Foto: Reprodução

Glauco Rangel, Thiago Rebollo e Alan Viana, completaram, neste último feriado de Corpus Christi, o evento-teste do novo Desafio Por do Sol de 45 km na Ilha do Mel (PR). A travessia entrará no calendário nacional em 2020 como a maior prova de águas abertas do Brasil.

A largada da ultramaratona foi dada às 3h30 da madrugada de sábado (22) e a chegada teve vista para o por do sol da ilha. O trio nadou toda distância em ritmo moderado. A prova foi completada por Glauco em 12h52min, já Alan e Rebollo fizeram a prova em 13h14min. Com 45 km, o percurso tem dificuldade elevada em função da distância e mudança de maré ao longo do trajeto.

“O percurso é difícil mesmo. O frio da água atrapalhou e acredito que tenham feito o melhor deles respeitando todos os quesitos de segurança com saúde. Eles decidiram nadar sem neoprene pelo fato de irem ao Canal da Mancha, mas na prova ano que vem o neoprene será liberado. O retorno é crucial, precisa estar preparado, preparado mesmo. Precisa ter volume de treino e haverá critérios de seleção para essa competição para que tudo dê certo”, comenta Edgard França Neto, idealizador da prova e responsável pelo Circuito Summit de águas abertas.

Thiago Rebollo, que vai encarar o Canal da Mancha em 2021, contou como foi a experiência: “De longe foi a prova mais difícil que fiz na minha vida. Largamos as 3h30 da manhã com o apoio de um barco escolta e dois caiaques iluminados. Foram 13h14min nadando e lutando contra todas as dores do corpo, câimbras e o frio. Vencemos! Com certeza essa prova se tornará referência no calendário nacional”, disse Rebollo que utilizou um traje de neoprene durante parte do percurso, mas concluiu a prova de sunga.

Glauco Rangel, o mais experiente dos três, com várias provas no currículo e muitos feitos na carreira, também comemorou a conclusão da prova. “São muitos sentimentos. Felicidade, amizade, parceria, gratidão, sucesso. Realizar este desafio ao lado desses grandes atletas que hoje são muito mais que meus amigos tornou este dia inesquecível obrigado”, comentou.

A água limpa, o visual de tirar o fôlego e toda a dificuldade que a natureza impõe  aos atletas durante todo o trajeto é o que tornará a mais longa competição de águas abertas do Brasil tão atrativa.

“Não sabíamos se seria possível, mas confiamos na organização do desafio e na nossa capacidade de atleta para essa superação. Foram 13 horas nadando com a temperatura da água a 21º C. Pegamos 25 km de corrente contra. Cada desafio desse  poderia dar um livro. Suplementação, água-viva, temperatura da água, dificuldades durante o percurso. Quero agradecer novamente ao carinho e toda energia positiva que nos mandaram durante esses dias”, disse Alan Viana.

A primeira prova oficial está agendada para o dia 30 de maio de 2020. Para mais informações, detalhes e curiosidades, acesse a página oficial do desafio clicando aqui.

Tags

Águas abertas Alan Viana Desafio Por do Sol Glauco Rangel Ilha do Mel natacao Thiago Rebollo travessia

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas