Roma

Glauco Rangel mantém Travessia do Canal da Mancha para 2020

Nadador faz campanha online para arrecadar recursos para a viagem para a Inglaterra; tentativa de travessia esta marcada para agosto

09/07/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Vista aérea do Canal da Mancha - Foto: Reprodução
Glauco Rangel - Foto: Reprodução

Glauco Rangel - Foto: Reprodução

Vista aérea do Canal da Mancha - Foto: Reprodução

Glauco Rangel, um dos principais nomes da ultramaratona aquática no Brasil, confirmou que a data para a realização da Travessia do Canal da Mancha está, por enquanto, mantida para agosto deste ano. O atleta lançou há uns meses uma campanha online para ajudar na arrecadação de recursos para a viagem até a Inglaterra.

Ano passado, para a realização da Travessia do Leme ao Pontal (35 km), Rangel  foi surpreendido com uma ação entre amigos na “vaquinha online” para a realização da prova, que foi concluída com sucesso Dando continuidade ao projeto, os amigos, alunos e apoiadores decidiram ajudar o nadador na realização de um sonho: a Travessia do Canal da Mancha, uma das mais desafiadoras e perigosas do mundo, entre a Inglaterra e a França.

A partir dai Rangel começou a arrecadar recursos, devido ao preço e o aumento constante da libra esterlina. “Com essa possível chance de fazer a quarentena na Inglaterra vai ficar bem difícil bancar as contas. Eu já tinha lançado a vaquinha há uns três meses porque a libra aumentou demais, e quem tinha me alertado era o Igor de Souza que está me assessorando. Estamos preocupados”, comentou Glauco.

Nadador federado desde 1981, e agora professor e técnico de natação, Rangel é tricampeão da Maratona Internacional do México, vice-campeão da Travessia dos Fortes e tem sete vitórias na tradicional ultramaratona 14 Bis (24 km), além de ser recordista da Travessia do Leme ao Pontal na categoria solo sem traje de neoprene com a marca de 7h13min39s em 2018.

“Os treinos estão bem duros, difíceis. Há um ano e meio já vinha sendo realizado um projeto de ação com os amigos e alunos que me possibilitam fazer o Leme ao Pontal e deu tudo certo, aí passou um tempo e decidimos estender o projeto para o Canal da Mancha”, disse Rangel.

O ultramaratonista explicou que eles depositam cotas de R$ 20,00 e do montante formado iriam faltar ainda quase 30% com o novo valor da libra, devido à crise do coronavírus. Para fazer sua contribuição e saber mais sobre a “vaquinha online” do nadador Glauco Rangel, clique aqui.

Tags

Águas abertas Canal da Mancha Glauco Rangel Igor de Souza natacao

Notícias relacionadas