Grant Hackett fala sobre sua relação com Michael Phelps

O australiano considera o maior medalhista olímpico da história como um "irmão" que o ajudou a passar pelas piores fases de sua vida

05/06/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Grant Hackett - Foto: Reprodução
Grant Hackett - Foto: Martin Bureau/AFP/Getty Images

Grant Hackett - Foto: Martin Bureau/AFP/Getty Images

Grant Hackett - Foto: Reprodução

O campeão olímpico Grant Hackett deu uma entrevista recente para o canal de televisão australiano Sunrise em que fez várias declarações, inclusive sobre seu  grande amigo Michael Phelps. O australiano comentou que “virtualmente”, Phelps “salvou sua vida” e que ele o considera como um irmão. Hackett comentou que Phelps o convidou para ficar em sua casa no Arizona depois dele passar por um programa de desintoxicação de 30 dias em Malibu, nos Estados Unidos.

“Ele me convenceu a ir e ficar com ele por algum tempo”, explicou Hackett. “Vivi e basicamente morei lá a maior parte do ano. Michael e eu sempre tivemos um vínculo especial, nos conhecemos há 20 anos. Eu estava lá durante todos os seus altos e baixos como ele fez com os meus. Sempre que passo por algo, ele é a primeira pessoa a me mandar uma mensagem”, disse.

A relação entre ambos, segundo Hackett, começou nas piscinas quando se encontravam nas diversas vezes que competiram um contra o outro, se fortalecendo com o passar dos anos. “Estávamos muito próximos no nível da natação e nos tornamos mais próximos por amizade é tudo mais emocional. Ele é como um irmão para mim”, comentou.

Grant Hackett e Michael Phelps – Foto: Reprodução

Os dois também experimentaram problema pessoais ao longo da vida, além das vitórias. Hackett passou por problemas de saúde mental e crises depois de sua aposentadoria em 2008. Hoje, aos 40 anos, sua vida está de volta aos trilhos, graças a sua nova companheira Sharlene Fletcher e “vínculo especial” com Phelps.

O australiano hoje é CEO do grupo financeiro Generation Life e também se tornou pai pela terceira vez em janeiro.”Passei muitos anos reconstruindo, desenvolvendo muitos relacionamentos com as pessoas que realmente importam e formulando uma vida da qual me orgulho. Muitas pessoas estão passando por momentos difíceis que estão enfrentando dificuldades e não precisam ficar sentadas e aceitar isso. Você pode seguir em frente e tenho provas disso nos últimos anos. Mantive minha cabeça baixa, permaneci focado e recuperei esse senso de propósito”, concluiu.

Hackett é um dos maiores atletas olímpicos da Austrália, tendo sido sete vezes medalhista nos Jogos de Sydney-2000, Atenas-2004 e Pequim-2008. Ele também é um dos grandes nomes da prova de 1500m livre, onde manteve-se como recordista mundial por dez anos entre 2001 e 2011.

Tags

depressão Grant Hackett Michael Phelps natacao

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas