Ilha da Cocanha é palco do Desafios Aquaman

29/11/2016

Facebook Twitter

A Ilha da Cocanha, um dos locais mais belos do litoral norte de São Paulo, foi palco de disputas de mais uma edição do Travessias e Desafios Aquaman, um projeto inovador pelos nadadores Samir Barel e Marcos Campos e também pelo publicitário Matheus Zica. Centenas de atletas viajaram até Caraguatatuba para encarar duas travessias. A organização do evento afirmou que a escolha pelo local de disputa foi devido a facilidade de acesso, beleza natural e condições tranquilas do mar em Cocanha.

As duas provas, short e long, e tinham como atração nadar próximo a Ilha da Cocanha, local que compõe a Mata Atlântica, possui uma rica fauna marítima e é bastante procurado por mergulhadores. No long, que teve percurso de 7 km, os nadadores tiveram que fazer um trajeto longo, passando ao lado da Ilha da Cocanha, chegando a Ilha do Tamanduá onde os atletas fizeram uma hidratação e retornando para a costa de Caraguatatuba. Uma prova desgastante e indicada para atletas experiente, que também acabou sendo a grande atração do evento reunindo 200 nadadores de diversas equipes.

No feminino a nadadora Patricia da Silva, da Tubarões Forma D’Água Londrina foi a campeã geral completando o percurso em 1h37min50s. O pódio teve ainda outras duas nadadoras da Elo Academia, Raquel Goto ficou em 2º lugar e Juliana Machado em 3º, com 1h39min37s e 1h40min47s respectivamente. Já na versão masculino título para Marcos Fraccaro da Elo Academia que venceu em 1h27min25s. O jovem Arthur Rizzo,da Vem Nadar, ficou na segunda colocação com 1h27min36s e Carlos Eduardo Pavão da Elo fechou o pódio com 1h27min40s.

Atletas se preparam para a largada - Foto: Reprodução do site do evento

Atletas se preparam para a largada – Foto: Reprodução do site do evento

A prova short teve a distância 1,5 km sendo disputada em um percurso bem simples, onde os atletas partiram da Praia da Cocanha e contornam quatro boias até voltar a mesma praia. Ao todo foram 235 nadadores em ação que assistiram as conquistas de Vitória Lopes, da Academia Acqua Forma, e Arthur Rizzo, da Vem Nadar. Além das duas provas aconteceram as Travessinhas, provinhas de águas abertas para crianças com distâncias de 100 e 200 metros.

O Desafios Aquaman visa fomentar a modalidade das águas abertas e valorizar o patrimônio histórico e ambiental do Brasil, utilizando o esporte como uma ferramenta de conscientização. Em 2017 eles voltarão com novos desafios e travessias exóticas pelo Brasil. Para ver os resultados completos clique aqui.

Por Guilherme Freitas

Tags

Águas abertas Caraguatatuba Desafios Aquaman Ilha da Cocanha