Início arrasador

06/08/2016

Facebook Twitter

Felipe França durante as eliminatórias – Foto: Vitor Silva/SSPress

A natação dos Jogos Olímpicos começou com tudo. Logo no primeiro dia de eliminatórias já tivemos logo de cara um novo recorde mundial e um novo recorde sul-americano. Tudo na mesma prova: o tão esperado 100m peito masculino. Adam Peaty e Felipe França foram os protagonistas desses feitos que fizeram o público do Estádio Aquático Nacional ir ao delírio.

Na penúltima série a dupla brasileira Felipe França e João Gomes Junior caiu na água em busca de uma vaga para as semifinais. Nos últimos metros França apertou o ritmo e venceu a bateria com o melhor tempo: 59s01. A marca além de lhe dar o terceiro tempo no geral ainda foi recorde sul-americano. João não ficou para trás e com 59s46 passou em oitavo lugar o que lhe credencia a lutar por uma final.

Mas o grande destaque foi o principal adversário dos brasileiros. O britânico Adam Peaty não quis saber de economizar energia e bateu logo nas eliminatórias o recorde mundial da prova com um tempo absurdo: 57s55, 37 centésimos mais rápidos do que sua antiga marca. O britânico inclusive, é até hoje o único homem a nadar a prova abaixo dos 58 segundos. Outro destaque veio nos 400m medley feminino. Favorita absoluta, Katinka Hosszu raspou no recorde mundial da prova ao nadar para 4min28s58. A Dama de Ferro botou mais de quatro segundos de vantagem para Mireia Belmonte, que foi a segunda mais rápida da eliminatória e a tendência é que a húngara supere o recorde mundial da prova na final.

O jovem Adam Peaty - Foto: François Xavier Marit

Adam Peaty bateu o recorde mundial nos 100m peito – Foto: François Xavier Marit

Quem também passou para as semifinais foram as brasileiras Daynara de Paula e Daiene Dias nos 100m borboleta feminino. Daynara conseguiu o melhor resultado, avançando em 14º lugar com o tempo de 57s92. Já Daiene pegou a última vaga ao nadar para 58s15. Outros três brasileiros também não conseguiram melhorar suas marcas pessoais e não passaram pelas eliminatórias. Brandonn de Almeida foi o 15º colocado nos 400m medley masculino (4min17s25), Joanna terminou a prova na mesma posição (4min38s88) e Luiz Altamir começou bem, mas não aguentou o forte ritmo do início e ficou apenas em 32º lugar (3min50s82).

O revezamento 4x100m livre feminino encerrou o dia de eliminatórias. Destaque para a Austrália que com 3min32s39 superou o recorde olímpico e tem grandes chances de estabelecer um recorde mundial mais tarde. O quarteto brasileiro (Larissa Oliveira, Daynara de Paula, Manuella Lyrio e Etiene Medeiros) terminou em 11º lugar com 3min39s40, dois segundos acima do recorde sul-americano.

Por Guilherme Freitas

A equipe Swim Channel na cobertura dos Jogos Rio 2016 é patrocinada pela Mormaii, a maior marca de esportes aquáticos do Brasil

Tags

Adam Peaty Felipe França Jogos Olímpicos recorde mundial Rio-2016