João Havelange: 100 anos

06/05/2016

Facebook Twitter

Cem anos. São poucas as pessoas que tem a oportunidade de celebrar um século de vida. No próximo domingo esse clube de centenários ganhará um novo nome: Jean-Marie Faustin Goedefroid Havelange, ou simplesmente João Havelange. Representante do Brasil em Jogos Olímpicos na natação e no polo aquático, Havelange ficou mundialmente conhecido como presidente da Fifa durante 24 anos e por ter se tornado um dos dirigentes mais poderosos de todos os tempos. Porém, na sua juventude ele foi um dos maiores nadadores do país. Na edição 19 da SWIM CHANNEL, apresentamos um perfil de João Havelange e você pode adquirir a revista clicando aqui.

Nascido no Rio de Janeiro em 8 de maio de 1916, ele queria ter sido jogador de futebol, tendo atuado na base do Fluminense, porém, foi nas piscinas que se deu melhor. Na década de 1930 Havelange mudou-se para São Paulo onde fez fama na Travessia de São Paulo, prova que venceu três vezes e que acontecia nas águas do Rio Tietê. Especialista em provas de fundo, o atleta conseguiu se classificar para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de 1936.

O jovem Havelange em 1936 - Foto: Arquivo/Gazeta Esportiva

O jovem Havelange em 1936 – Foto: Arquivo/Gazeta Esportiva

Nesta Olimpíada o nadador passou por muitos contratempos. A viagem até a Alemanha feita em navio, durou cerca de 20 dias e o atleta adoeceu durante o trajeto no Oceano Atlântico. Debilitado o nadador não teve tempo de se recuperar a tempo e nadou no sacrifício. Prova disso são seus resultados dentro d’água. Nos 400m livre ele não conseguiu avançar para a final e nos 1500m livre foi o último colocado entre todos os participantes. Em 1952, nos Jogos de Helsinque, ele integrou a equipe brasileira do polo aquático que acabou na 13ª colocação.

Após deixar as piscinas, Havelange se dedicou ao mundo da cartolagem. Foi presidente das federações paulista e fluminense de natação e da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), quando a entidade era a responsável por todo o esporte nacional. Em seguida foi eleito em 1974 presidente da Fifa, cargo que ocupou até 1998. Entre polêmicas, escândalos de corrupção e conquistas no mundo do futebol, ficou conhecido pela habilidade política e por ter sido um dos dirigentes mais poderosos do século XX.

Havelange discursa no dia em que o Rio foi eleito sede dos Jogos - Foto: Denis Balibouse/Reuters

Havelange discursa no dia em que o Rio foi eleito sede dos Jogos – Foto: Denis Balibouse/Reuters

Segundo Sergio Martins, secretário oficial de João Havelange, o ex-presidente da Fifa esta bem de saúde e se recuperando de um problema pulmonar que o deixou no hospital por um tempo no fim do ano passado. Um homem sempre atarefado e cheio de responsabilidade, o agora centenário Havelange já tem um próximo objetivo: estar presente no Maracanã, dia 5 de agosto, a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos.

Por Guilherme Freitas

Tags

Águas abertas João Havelange Jogos Olímpicos natacao