Justiça pede afastamento de Coaracy Nunes da CBDA

25/10/2016

Facebook Twitter

O presidente da CBDA Coaracy Nunes Filho – Foto: Satiro Sodre/SSPress

 

O presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Coaracy Nunes Filho foi afastado do cargo após a Justiça Federal acatar o pedido do Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP). Além de Coaracy também foram afastados de seus respectivos cargos Sérgio Ribeiro Lins de Alvarenga (diretor financeiro da entidade), Ricardo de Moura (coordenador técnico de natação e candidato a sucessão de Coaracy na CBDA) e Ricardo Gomes Cabral (coordenador técnico de polo aquático).

A decisão liminar tem autoria do juiz federal Heraldo Garcia Vitta, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo, que solicitou ainda que um interventor seja nomeado pelo Ministério dos Esportes para comandar a entidade, provavelmente até as eleições da Confederação que acontecerá no ano que vem. Ele ainda citou o fato de Coaracy estar no cargo de presidente da entidade há quase 30 anos.

O afastamento do quarteto da CBDA  é devido uma ação de improbidade administrativa proposta pelo MPF, que aponta fraudes, vínculos com empresas de fachadas e a não comprovação de entrega de equipamentos adquiridos pela Confederação para modalidades olímpicas na preparação para o Rio-2016. A CBDA, através do seu advogado, Marcelo Franklin, já iniciou os procedimentos para a cassar a liminar e fará uma coletiva de imprensa onde apresentará um posicionamento oficial nesta tarde no Rio de Janeiro.

Por Guilherme Freitas

Tags

CBDA Coaracy Nunes corrupção MPF política