Lanza e Pumputis alcançam o índice no segundo dia de Troféu José Finkel

Além dos índices, dia foi marcado por dois recordes sul-americanos com o próprio Lanza e o revezamento feminino do Minas TC

26/08/2018 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Vinícius Lanza - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Vinícius Lanza - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

O segundo dia de competições do Troféu José Finkel 2018, realizado na piscina do Esporte Clube Pinheiros, foi marcado por grandes resultados e pelos primeiros índices para o Campeonato Mundial de piscina curta em Hangzhou na China.  Na competição, que dura até a próxima terça-feira (28) dois índices foram alcançados e dois recordes sul-americanos foram batidos.

A prova dos 200m medley masculino foi uma das mais disputadas. Vinicius Lanza, do Minas, e Caio Pumputis, do Pinheiros, travaram uma briga acirrada pelo primeiro lugar. Nos primeiros 100 metros Lanza era o primeiro com 52s42 contra 52s93. Nos 50 metros seguintes Pumputis se tornou o primeiro até os 175 metros, mas depois disso Lanza assumiu a ponta para marcar 1min52s16 e estabelecer um novo recorde sul-americano, superando Thiago Pereira que era o recordista desde 2012, e atingir índice para o Mundial. Caio Pumputis ficou na segunda colocação com 1min52s26 e também fez um tempo abaixo do que o índice exigido para a China. Leonardo Santos também do Pinheiros completou o pódio com o tempo de 1min54s35.

Pódio dos 200m medley – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Na prova feminina, vitória de Barbora Závadová, tcheca que nada pelo Flamengo, com o tempo de 2min11s10. A primeira brasileira da prova foi Maria Pessanha, prata com 2min11s19. Em terceiro lugar vieram Nathalia Almeida e Maria Sumida, empatadas com 2min11s41.

Nos 1500m feminino, nadando na parte da manhã, Viviane Jungblut bateu o novo recorde brasileiro da prova que já durava oito anos. O tempo da atleta do Grêmio Náutico União, recém-chegada do Mundial Militar na Rússia, nadou o percurso em 16min03s29. Beatriz Dizotti ficou com a prata e Gabriela Ferreira com o bronze, com 16min24s57 e 16min30s00 respectivamente. Essa prova não faz parte do Mundial de piscina curta.

Pódio dos 1500m livre – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Os 800m livre masculino, prova que também não faz parte do Mundial, teve vitória de Guilherme Costa. O “Cachorrão” venceu nadando pela manhã com o tempo de 7min45s29. Miguel Valente, do Minas, foi  o segundo com 7min46s04 nadando na série da noite e Diogo Villarinho o terceiro com 7min47s23, também nadando pela manhã.

Maria Pessanha voltou a ser a melhor brasileira agora nos 200m costas com o tempo de 2min08s63, novo recorde brasileiro júnior II e bronze no geral. Prova bastante disputada entre as estrangeiras Andrea Berrino, argentina que tocou na frente com 2min07s49 e Duane Rocha, nascida no Brasil e naturalizada espanhola, que ficou com a prata a nadar para 2min07s57.

Pódio dos 200m costas – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nos 200m costas masculino Leonardo de Deus não escondeu a frustração por não ter alcançado o índice. Depois do Pan-Pacífico e Mundial Militar o nadador terminou a prova em primeiro com o tempo de 1min52s69, liderança que alcançou  na segunda metade da prova. O índice para o Mundial era de 1min51s17. Medalha de prata para Gabriel Fantoni com 1min5325 e bronze para Rodrigo Correia com 1min53s39.

Os revezamentos 4x200m livre foram as últimas provas da noite. A equipe do Minas surpreendeu com Maria Paula Heitmann, a última a cair na água, e foi campeão no feminino. Heitmann fechou melhor para equipe mineira que terminou em primeiro lugar com 7min50s57, novo recorde sul-americano da prova. A equipe foi composta por Ana Carolina Viera, Camila Mello, Andressa Lima e Maria Heitmann. O time do Pinheiros ficou com o segundo lugar com 7min51s78 e o Flamengo em terceiro com 8min01s15.

O revezamento recordista do Minas TC – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

No revezamento masculino deu Pinheiros, com Luiz Altamir, Breno Correia, Gabriel Ogawa e André Pereira que marcaram um novo recorde do campeonato: 6min55s87. A antiga marca pertencia ao próprio Pinheiros desde 2014. Destaque para a parcial de Luiz Altamir Melo (1min42s98) abaixo do índice para o Mundial, mas que só vale se for feito em finais individuais. Prata para o Minas TC com 7min00s12 e bronze para a equipe da Unisanta com 7min08s69.

Pódio do revezamento 4x200m livre – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Neste domingo será o dia das provas de 100m livre, 200m borboleta, 50m peito e 50m costas. As finais serão as 17h30 e a TV CBDA faz a transmissão ao vivo na página da entidade. Para conferir os resultados de sábado clique aqui.

Tags

Caio Pumputis Maria Paula Heitmann natacao recorde brasileiro recorde sul-americano Troféu José Finkel Vinícius Lanza

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas