Leme ao Pontal: uma prova que veio para ficar

31/10/2016

Facebook Twitter

A equipe LL Gladiadores que nadará a travessia – Foto: Luiz Frota

 

O experiente atleta de águas abertas Luiz Lima provou que nadar do Leme ao Pontal era um desafio possível ao concluir o percurso de cerca de 35 km em 2008. Na época o desafio ousado foi tido como uma prova de superação e um teste de limites. Sete anos depois foi a vez de Adherbal de Oliveira completar o mesmo percurso e revivendo um dos momentos mais marcantes das águas abertas do Brasil. Porém, a coisa ficou realmente séria este ano com as travessias de Paulo Amaral e Patrícia Farias. Era hora de organizar e oficializar a situação. Dessa forma, nascia ai uma prova que chegou para ficar.

Buscando oficializar todas as travessias já realizadas e também tendo em mente incentivar novos atletas a buscarem concluir esse desafio, foi fundada no dia 10 de junho de 2016 a Leme to Pontal Swimming Association (LPSA) com a função principal de promover e organizar as travessias individuais ou em revezamento entre os dois famosos pontos da cidade do Rio de Janeiro. Presidida por Renato Ribeiro, técnico da equipe Navegantes, e com Adherbal de Oliveira na função de secretário, a associação também tem como funções cuidar da parte burocrática, providenciar as embarcações que acompanham os nadadores durante o percurso e premiar todos que concluem o feito.

 

O secretário da LPSA Adherbal e o presidente Renato - Foto: Luiz Frota

O secretário da LPSA Adherbal e o presidente Renato – Foto: Luiz Frota

 

A fundação da LPSA é de grande importância para também transformar a travessia em um evento internacional, já que provas famosos como o Canal da Mancha, por exemplo, funcionam desse jeito. No início de outubro a associação organizou uma homenagem na Praia de Copacabana para todos os nadadores que completaram a travessia e ratificou mais uma vez o compromisso em expandir a modalidade. “Espero fazer da LPSA uma grande associação no Brasil e com reconhecimento internacional como as grandes associações. Espero que essa modalidade de ultramaratona aquática cresça no Rio e no país”, afirmou no dia solenidade o presidente Renato Ribeiro.

Após as quatro travessias já realizadas existem outras tentativas já programadas até o fim do ano.  A próxima acontece neste fim de semana quando uma equipe de revezamento da LL Gladiadores buscará ser a primeira a concluir a prova no formato de revezamento. Ainda esta semana apresentaremos um breve perfil dessa equipe formada por Humberto Sampaio (que será o capitão do time), José Getúlio, Marcelo Nissenbaum, Georges Lezaun, Pedro Alquéres e o pioneiro Luiz Lima. Aguarde.

Por Guilherme Freitas

Tags

Adherbal de Oliveira Águas abertas Leme ao Pontal Leme to Pontal Swimming Association LPSA Renato Ribeiro