Luiz Pradines: o pioneiro

Nadador quer ser o primeiro a completar a Travessia de 29 km do "Farol a Farol" no Rio Grande do Norte dia 18 de agosto

08/08/2018 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter

O brasileiro Luiz Pradines, residente em Dubai, irá tentar ser o primeiro a completar a chamada Travessia “Farol a Farol”, no Rio Grande do Norte. A prova de 29 km entre os faróis de Santo Alberto, em São Bento do Norte, e de Galinhos está marcada para o próximo dia 18 de agosto. O nadador de 46 anos aproveitará as férias no Brasil para completar mais uma prova de ultramaratona, que já fazem parte do seu currículo nas águas abertas.

“Minha ideia é divulgar essas duas cidades e homenagear a memória dos meus avós. São Bento do Norte é uma cidade humilde, uma colônia de pescadores. Meu avô era pescador. Com muita luta, a família da minha mãe a educou. Por causa dele e da minha avó, eu cheguei onde estou. Devo isso a eles. Essa prova é para mostrar que NADA é impossível quando se tem determinação, disciplina, foco e, principalmente, a capacidade de sonhar!”, conta o nadador.

O nadador sofreu um acidente de trem aos 11 anos e perdeu a perna esquerda abaixo do joelho. Além de provas de triatlhon, o atleta possui uma história vitoriosa nas provas de águas abertas.

Pradines começou sua história nas maratonas aquáticas em 2012. Com sobrepeso ele decidiu fazer algo para melhorar seu condicionamento físico. “Como eu não tinha piscina grande para treinar, eu nadava amarrado a um poste perto de uma piscininha que havia no meu condomínio, foi aí que tudo começou. Em 2014 nadei a 14 Bis e tinha o sonho de nadar o Canal da Mancha. Contratei um técnico, achei uma piscina decente, e fui para a primeira tentativa em julho de 2015. Tomei um pau! A prova foi abortada depois de 3 horas devido ao tempo. Faltava eu me expor a uma prova mais complexa. Aí fui fazer a Travessia da Ilha do Arvoredo, no comecinho de julho de 2016. Concluí a prova”, disse o atleta.

Depois disso ele continuou treinando e nadou a prova da Ilha do Mel em abril de 2016. Pradines atravessou o Canal da Mancha na sua segunda tentativa em julho de 2016, com o tempo de 15h54. Em 2017, fez a travessia do Canal de Catalina. “Depois de quase desistir duas vezes, cheguei ao continente depois de nadar por 18h55min na prova mais difícil da minha vida”, completa sobre o Canal da Catalina.

O engenheiro mecânico completou ainda o Ironman 70.3 em fevereiro deste ano e se prepara para o novo desafio no nordeste do país. Para saber mais sobre sua história na Travessia do Canal da Mancha, clique AQUI e assista ao vídeo.

Tags

Águas abertas Luiz Pradines natacao Travessia "Farol a Farol" ultramaratona aquática

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas