Mais um recorde sul-americano para Guilherme Costa

O Cachorrão segue batendo marcas em Atlanta, desta vez nos 400m livre; Bruno Fratus também é medalha de ouro nos 50m livre

06/12/2019 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Guilherme Costa - Foto: Wander Roberto/COB
Guilherme Costa - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Guilherme Costa - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Guilherme Costa - Foto: Wander Roberto/COB

O Cachorrão esta latindo alto na disputa do US Open de Atlanta, o Campeonato Americano de Inverno. Nas duas vezes em que caiu na água, Guilherme Costa conquistou duas medalhas de ouro com dois recordes sul-americanos. Anteontem nos 800m livre, como o Coach Alex Pussieldi contou aqui, e ontem nos 400m livre. Uma ótima performance do principal nadador de fundo do Brasil nesta reta final de temporada.

Guilherme fez uma prova equilibrada e assumiu a liderança apenas nos últimos 50 metros. O nadador do Minas Tênis Clube acelerou, deixou o americano Kieran Smith que liderava desde o início para trás e finalizou com o ótimo tempo de 3min46s57, superando em muito a antiga marca continental de Fernando Scheffer (3min47s99) que vigorava desde o Troféu Brasil deste ano. Com isso o Cachorrão vai terminar 2019 na 14ª posição no ranking mundial dos 400m livre em 2019.

O nadador Guilherme Costa – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Mas esta não foi a primeira grande performance de Guilherme neste US Open. Na quarta-feira a noite ele já havia vencido os 800m livre com novo recorde sul-americano: 7min47s37. O tempo foi mais de três segundos abaixo de sua antiga marca (7min50s92) e lhe colocou na 12ª posição no ranking mundial de 2019. Esse tempo também seria suficiente para classificá-lo a final da prova no último Campeonato Mundial de Gwangju. Um resultado motivador, já que a partir dos Jogos de Tóquio-2020 esta distância passará a fazer parte do programa olímpico.

Vale destacar que antes de encarar o US Open, Guilherme passou alguns dias na cidade americana de Flagstaff fazendo um trabalho de treinamento em altitude com um grupo do Minas Tênis Clube e outros atletas da seleção brasileira. A cidade do Arizona esta localizada a 2 mil metros de altitude e é bastante procurada por nadadores que visam fazer esse tipo de treinamento.

Agora fica a expectativa para sua principal prova, os 1500m livre que serão disputados amanhã a noite. Se manter o ritmo que vem apresentando em Atlanta fatalmente superará seu recorde sul-americano de 14min59s01. E quem sabe se aproximar dos principais fundistas da atualidade se credenciando como um potencial finalista olímpico em Tóquio.

Bruno Fratus – Foto: Satiro Sodré

Outros brasileiros

A natação brasileira também conquistou outra medalha de ouro no US Open. Ela veio com Bruno Fratus que venceu os 50m livre com 21s72, após fazer 21s59 nas eliminatórias. Fratus ainda tem pela frente nesta competição os 100m livre neste sábado. Na final dos 400m livre Fernando Scheffer foi o 4º colocado com 3min49s47 e Caio Pumputis terminou os 200m medley em oitavo com 2min00s67. Para acompanhar os resultados do US Open clique aqui.

Tags

Atlanta Bruno Fratus Guilherme Costa natacao recorde sul-americano US Open

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas