Mare Nostrum divulga calendário de 2021

Cancelado este ano devido pandemia do COVID-19, tradicional circuito já definiu as atividades da próxima temporada

03/08/2020 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Piscina de Canet et Roussillon - Foto: Reprodução
Piscina de Canet et Roussillon - Foto: Reprodução

Piscina de Canet et Roussillon - Foto: Reprodução

Piscina de Canet et Roussillon - Foto: Reprodução

Não realizado este ano devido a pandemia do COVID-19, o tradicional circuito Mare Nostrum anunciou hoje sua programação para a próxima temporada. O evento, disputado em Monte Carlo, Barcelona e Canet en Roussillon, será agora entre maio e junho de 2021 e servirá como preparação para os nadadores que disputarão os Jogos Olímpicos do Tóquio semanas depois do circuito europeu.

O circuito terá início em Monte Carlo, em Mônaco, nos dias 29 e 30 de maio. Em seguida vem a etapa de Canet en Roussillon, na França, nos dias 1º e 2 de junho. A temporada chega ao fim em Barcelona, na Espanha, nas datas de 5 e 6 de junho. Também foram divulgados os valores de premiação para os melhores nadadores do circuito, sendo que os campeões no masculino e feminino receberão 7 mil euros cada.

Vista da piscina do Club Natacio Sant Andreu, sede da etapa de Barcelona do Mare Nostrum – Foto: Satiro Sodre/SSPress

Disputado desde 1992 com este formato de três competições no litoral do Mar Mediterrâneo, o Mare Nostrum é uma das competições mais tradicionais da natação europeia e reúne anualmente diversos campeões e medalhistas olímpicos. Este ano foi a primeira vez desde a primeira edição que o circuito não foi realizado. Mesmo com vários países europeus flexibilizando suas fronteiras nas últimas semanas os organizadores optaram por não manter o evento este ano.

Em 2019 os nadadores brasileiros tiveram um bom desempenho na competição, que serviu de preparação para o Campeonato Mundial de Gwangju e os Jogos Pan-Americanos de Lima. Ao todo os atletas do país conquistaram 20 medalhas nas três etapas com destaque para Bruno Fratus que ganhou dois ouros e bateu os recordes de campeonato nas etapa de Monte Carlo e Canet en Roussillon.

Tags

COVID-19 Mare Nostrum natacao pandemia

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas