Roma

Mau tempo impede a Fuga das Ilhas

Competição que também fecharia o Desafio Speedo 40 foi suspensa devido às fortes ondas no último domingo

10/12/2018 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Vista da Praia da Barra do Sahy - Foto: Leandro Chapeta

Vista da Praia da Barra do Sahy - Foto: Leandro Chapeta

No último domingo (09) aconteceria uma das mais tradicionais provas de águas abertas do estado de São Paulo: a Fuga das Ilhas. Com a presença de quase 4.500 atletas a prova teve que ser suspensa devido as fortes e grandes ondas na Praia Barra do Sahy, local da competição em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

Entre os atletas estavam os 40 participantes do Desafio Speedo 40, uma iniciativa da marca em comemoração aos 40 anos no Brasil. Os participantes, que nunca haviam participado de provas de águas abertas, receberam treinamento específico por seis meses com a orientação de técnicos especializados, atletas veteranos e treinos coletivos.

“Entrou um swell, que já era previsto, deu uma diminuída, mas as manobras são muito altas, então a chance de alguém ficar debaixo de uma escuna ia ser muito grande, além do que iria piorar com o tempo, não tinha condições para a prova ser realizada. Muitos barcos não conseguiram sair de Santos, então uma prova sem segurança não poderia ser realizada”, contou Igor de Souza, um dos organizadores da prova.

Além de organizador, Igor é  diretor de marketing da Speedo e contou como foi a finalização do Desafio Speedo 40: “Era para ser a finalização, todos estão aqui bem treinados, tenho certeza que todos que estão aqui queriam terminar, quem não está aqui ou foi porque teve algum problema médico ou que foi desclassificado. O saldo foi bem positivo, a união entre os anjos e atletas foi muito forte, acabou virando um grupo muito forte. Infelizmente não sei se teremos outra oportunidade de fazer um outro evento com eles, mas até aqui foi tudo ótimo”, finaliza.

Anderson Luiz e Felippe Luque. Participantes do Speedo 40 – Foto: Katarine Monteiro/Swim Channel

Entre as sessões de treinos os participantes estavam empenhados na campanha “Correnteza do Bem”. A ideia foi divulgar a iniciativa para o máximo de pessoas possíveis e ajudar instituições com alimentos e materiais escolares.

“Para mim foi superação toral, estava com 121 kg e hoje estou com 99 kg. Para mim foi muita determinação, força de vontade e ajudar outras pessoas, esse é o sentido do Desafio. Mais importante do que a prova cancelada é a amizade que você faz. Meu objetivo é continuar treinando, tenho muito foco e o meu objetivo é fazer a Maratona Aquática 14 Bis no ano que vem. As pessoas acharam que era loucura eu fazer a Fuga das Ilhas e eu estava preparado para fazer. Agora vou atrás de novos objetivos”, contou Felippe Luque um dos participantes do Desafio.

Para ajudá-los na missão a Speedo selecionou 40 anjos, atletas veteranos e que compartilharam sua experiência na modalidade. Entre os anjos estão nomes como Samir Barel, Marta Izo, Harry Finger e o editor-chefe da SWIM CHANNEL, Patrick Winkler.

“Foi uma baita de uma sacada e um projeto que incentiva todos os que tem vontade de nadar no mar. Participar desse projeto foi uma honra, porque a maior felicidade para mim é incentivar as pessoas a nadarem as provas que já fizemos, nadar em lugares diferentes. O Desafio Speedo 40 beneficia não só os participantes, mas todos”, contou o ultramaratonista aquático Samir Barel.

Anderson Luiz Nunes, também participante, contou como foi a experiência de ter feito parte da campanha. “O Desafio Speedo 40 mudou minha vida. Eu não nadava, não fazia esporte. Hoje eu não bebo mais e não fumo. Sou outra pessoa. A importância dos anjos foi saber que você pode chegar mais longe, assim como eles”, contou.

Tags

Águas abertas Desafio Speedo 40 Fuga das Ilhas Igor de Souza natacao

Notícias relacionadas