Medalhista olímpico revela seus treinos preferidos para águas abertas

O francês Marc-Antoine Olivier comentou sobre algumas sessões de treinos de longa distância que ele vem realizando de olho em Tóquio

31/07/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Marc-Antoine Olivier - Foto: Reprodução
Marc-Antoine Olivier - Foto: Reprodução

Marc-Antoine Olivier - Foto: Reprodução

Marc-Antoine Olivier - Foto: Reprodução

O medalhista olímpico Marc-Antoine Olivier foi, por quatro anos seguidos, eleito o melhor nadador de águas abertas da França. Nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 ele conquistou a medalha de bronze na maratona de 10 km. Desde então intensificou seus treinamentos de olho nas Olimpíadas de Tóquio em 2021. Apesar das dificuldades devido a pandemia do COVID-19, Olivier diz que vem treinando bem em sua casa e que adquiriu um novo hobby: a corrida.

“Voltei para minha casa de família no norte da França onde pude continuar treinando e, especialmente, com acesso à água graças aos meus vizinhos que têm uma piscina de 9 metros. Estava fazendo um treino de natação de 1 hora todos os dias”, comentou o nadador em entrevista recente. Para permanecer em forma, o nadador também passou a fazer duas sessões de treinamento de força e uma corrida todos os dias.

Marc-Antoine Olivier – Foto: Stephane Kempinaire/KMSP/DPPI

Agora, ele já está de volta aos treinos ao lado de seus companheiros de equipe e do técnico Philippe Lucas. “Começamos novamente assim que tivemos a oportunidade. Primeiro iniciamos em um acampamento com uma piscina de 50 metros e no mês passado voltamos a nossa base em Montpellier”, disse. Olivier também afirmou que gosta de fazer sets de longa distância e que seus dois treinos favoritos são esses aqui embaixo:

  • 4×2000m a cada 22min30s

e

  • 2.000m para 22min30s
  • 2 × 1.000m a cada 11min15s
  • 4 × 500m começo a cada 5min45s

Marc-Antoine Olivier – Foto: Kevin Lamarque/Reuters

O nadador está otimista com a situação dos Jogos e ansioso para competir em Tóquio após uma grande performance no Rio: “Os Jogos Olímpicos são um evento verdadeiramente extraordinário e tive a chance de vivenciá-los há quatro anos. Quero reviver essas emoções e, principalmente, ter um desempenho melhor. Estou apenas no início da minha carreira então mais um ano não me assusta”, comentou.

Embora ele não tenha planos específicos para 2021, ele se diz ansioso para competir novamente. Sua primeira competição deverá ser o Troféu Sette Colli em Roma, em agosto, além do Campeonato Italiano de Águas Abertas semanas depois.

Tags

Águas abertas Jogos Olímpicos Marc-Antoine Olivier natacao Tóquio-2020 Tóquio-2021

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas