Minhas provas foram canceladas e a academia fechou! O que fazer?

Leia aqui um texto mostrando como é possível manter-se ativo mesmo encarando a pandemia do COVID-19

31/03/2020 - Catarina Ganzeli

Facebook Twitter
Catarina Ganzeli - Foto: Alcides Netto
Catarina Ganzeli - Foto: Reprodução/Instagram

Catarina Ganzeli - Foto: Reprodução/Instagram

Catarina Ganzeli - Foto: Alcides Netto

Você atleta, que está passando por essa crise, sem a sua piscina, sem área de musculação, sem instrutor, sem aquele seu horário sagrado para treinar. Faço um convite a você, para olhar o que pode fazer com o que tem em suas mãos agora. Nesta situação, nasce uma nova oportunidade de desenvolver a disciplina, a independência e a responsabilidade emocional. Vou te explicar um pouquinho sobre isso.

Independência, é aquele comprometimento com você mesmo e seus sonhos. Tudo bem se eles forem só tirar uma férias também, viu? Sem “certos” e “errados”. Sabemos que muitos de nossa família aquática, prezam mais pelo convívio social, tanto nos treinos e viagens para competição, do que a superação, em si. Para esses, essa fase também será fundamental, para descobrirem como é estar em sua própria companhia e se conhecerem melhor. Suas atitudes em períodos diferenciados como este, irão mostrar o que o esporte realmente significa para você. O mais legal de ter essa oportunidade, de ter clareza disso, é que todas as respostas estarão certas e você tomara as melhores escolhas depois de descobrir os motivos que fazem com que você as tome.

Para os atletas que querem abaixar seus tempos, melhorar colocações e usam o esporte como uma motivação para suas vidas, esta será uma fase que vai estimular demais sua independência do externo, o que com certeza vai te deixar mais forte! A sua disciplina, mesmo trancado em casa, fará com que siga os seus planos de treinamentos e alimentares, fazendo atividades utilizando o peso do seu próprio corpo, no espaço que tiver disponível, ou com o uso de materiais que você tenha a disposição em sua casa, como, garrafas de água cheias (podem pesar de 1 a 2 kg), cadeiras (para exercícios tanto com movimentos, como de isometria). Está na hora de se adaptar e começar a construir a sua realidade, de forma criativa, com o que temos disponível e se surpreender ao ver que isso é possível, quando saímos da dramatização, da vitimização, pelo que não controlamos e não podemos mudar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Catarina Ganzeli 🏊Thetahealer🧬 (@cat_gan) em

Ninguém fica feliz por ter provas canceladas e academias fechadas, desde as organizações, até os atletas e seus familiares. Agora ficar “vivendo sua tristeza” por muito tempo, pode estar te atrasando para buscar as soluções que estão ao seu redor. O grande atleta sabe encontrar recursos. Caso isso não aconteça, está tudo bem também, talvez seu objetivo não seja esse e é importante se dar conta do que queremos, em cada área de nossas vidas.

Neste momento, convido a todos, a acessarem informações com profissionais e desfrutarem de todo o material gratuito e de qualidade que temos na internet, não somente nas redes de grandes treinadores e atletas, que divulgam amplamente o que fazem em seu dia a dia em seus blogs especializados e redes sociais, mas também em diversos sites que disponibilizam conteúdos gratuitos e formas de treinamento em casa, focando no seu objetivo e na sua modalidade.

Se você conseguir fazer isso trancado em casa, sozinho, imagine o poder que você terá quando retornar a sua rotina. Será como usufruir dela, valorizando-a mais ainda. Porém, sabendo que mesmo sem ter tudo isso a sua disposição, você dá conta. Desenvolvendo essa disciplina, focando nos exercícios que muitos de nós deixamos para trás, como aqueles com extensores, elásticos; para prevenção de lesões, os alongamentos, a mobilidade articular e tantos outros exercícios, fundamentais para a manutenção de nossa prática.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Catarina Ganzeli 🏊Thetahealer🧬 (@cat_gan) em

Outro ponto importante, é a responsabilidade emocional: Se você está precisando de uma competição para se motivar (o que é muito válido), ou da companhia de sua equipe, ou de uma estrutura mais completa, isso nos mostra a dependência de fatores externos, que por mais que nos tragam benefícios, estão fora do nosso controle neste momento. Agora é a hora de realmente nutrir todas as nossas forças internas, nossa vontade de ser o que realmente almejamos. Para ser um campeão, você não precisa de uma prova que mostre que você está apto e capaz de realizá-la, você não precisa de um título para saber o quão bom é.

Você apenas se torna e vive esta realidade, de estar e se sentir bem. Se você estiver realizando seus melhores treinos, fazendo números e repetições que nunca fez antes, em sua casa, ou com pesos que nunca levantou, na academia do seu prédio, isso pode te gerar uma sensação, naquele momento, tão preciosa, quanto fazer suas melhores médias em seus treinos, essa sensação, é que nos faz continuar treinando. Se você necessita de alguém para pegar o seu tempo, de condições físicas e materiais ideais para a execução do seu treino, entenda o que você está buscando lá, além de seu condicionamento físico. Você pode registrar tudo sem platéia e acessar essa sensação de realização. Agora é uma boa hora para experimentar e caso não saiba, aprender a viver essa sensação.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Catarina Ganzeli 🏊Thetahealer🧬 (@cat_gan) em

Convido a todos, como terapeuta que sou, a também olharem para a parte mental e respiratória, que muitos esquecemos durante todo o tempo. Agora é a hora de você obter informação e conhecimento através de leituras (com acesso gratuito pela internet), baixar aplicativos gratuitos de meditação e exercícios de respiração. Nesse espaço de tempo é que se cria, comece a experimentar uma prática e sentir se lhe faz bem ou não, se vai te ajudar. Também é válido começar a ler biografias de atletas, garanto que lá você encontrará várias respostas para suas perguntas, além de outros livros sobre esses temas que “nunca tivemos tempo” de ler, ou que na verdade, foi somente falta em priorizar.

Aproveitem esse momento para se redescobrirem. Enxerguem as oportunidades que podem nascer em um momento de crise e não se esqueçam, que cada um de vocês já é incrível e munido de potencial, independente de qualquer treino e prova. Quando conseguir olhar para essa sua nova versão, pode ter certeza de que estará muito mais leve para seguir no esporte, não só como o grande atleta que você se torna a cada treino, mas também como esse ser humano, capaz de passar por todas essas oscilações e ser sempre você, na sua essência, exercendo suas virtudes, independente do externo, pois elas é que te tornam único.

Sou Catarina Ganzeli e assim falei.

Tags

Águas abertas Catarina Ganzeli Coronavírus natacao treinamento treino em casa

Catarina Ganzeli

Nadadora da Unisanta e da seleção brasileira  especialista em ultramaratonas aquáticas

Notícias relacionadas