Nathalia Almeida: uma mudança em busca do sonho olímpico

Treinando desde ano passado na Hungria com Shane Tusup, nadadora vive uma nova experiência em busca de uma vaga nos Jogos de Tóquio-2021

28/04/2020 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Nathalia Almeida - Foto: Adam Bertalan
Nathalia Almeida - Foto: Mariana Brochado

Nathalia Almeida - Foto: Mariana Brochado

Nathalia Almeida - Foto: Adam Bertalan

Muitos nadadores de alto rendimento já passaram por algum momento em suas vidas onde tiveram que fazer mudanças. É comum para muitos ter que deixar a família e sair de casa jovem para treinar em outra cidade ou outro país. É uma mudança que impacta na vida destes atletas e os ajuda a crescer dentro e fora d’água. Nathalia Almeida, nadadora do Flamengo, passa por essa experiência.

A jovem de 24 anos deixou o Brasil ano passado mudando-se para a Hungria indo treinar com Shane Tusup. Durante anos ele foi marido e técnico de Katinka Hosszu, sendo o responsável por transformar uma talentosa nadadora húngara na Dama de Ferro, capaz de competir e vencer diversas provas em um mesmo evento. E foi esse o motivo que levou Nathalia a ir treinar com o americano.

Nathalia Almeida – Foto: Mariana Brochado

Tusup tem uma gigantesca contribuição na natação internacional. Quando estava no comando dos treinamentos de Katinka, provou a todos que é possível nadar várias provas em várias competições, sem descanso, desde que o atleta esteja preparado físico e mentalmente.

“Entrei em contato com ele e perguntei se seria possível dele me treinar. A Katinka Hosszu é minha maior referência, por nadar as mesmas provas que eu e trabalhar com ele seria muito importante para minha carreira. Após conversamos ele topou e me mudei para a Hungria onde passei a fazer parte do seu grupo de atletas”, conta Nathalia que inicialmente treinou na pequena cidade de Eger e posteriormente mudou-se para a capital Budapeste.

Nathalia Almeida – Foto: Divulgação/Kpaloa

Por lá teve uma rotina pesada de treinamentos e competições que a ajudaram a ganhar mais confiança. O fato de estar na Europa também foi positivo já que ela disputou alguns eventos por lá, podendo desta forma competir contra diversas adversárias de alto nível. “É muito bom poder participar destas competições porque aumenta muito a experiência competitiva. O Shane também sempre me motiva a tentar nadar cada vez melhor. Tem sido muito bom poder passar por isso”, disse a Nathalia.

Em janeiro deste ano ela nadou 14 provas no EuroMeet, em Luxemburgo, uma experiência diferente do que estava acostumada. “Achei que não ia aguentar porque o intervalo entre as provas era muito curto. Mas no geral foi bom. O Shane também me ajudou muito física e psicologicamente para esta maratona de prova. A última vez que havia nadado tantas provas num mesmo evento acho que foi no petiz”, conta a atleta que revelou que nadar muito ajuda no desenvolvimento de diferentes provas.

Nathalia Almeida – Foto: Mariana Brochado

Uma versatilidade que pode ser vista em seus resultados já que ano passado terminou em segundo lugar no ranking nacional nos 200m medley (2min16s32) e quarto nos 400m medley (4min54s27), além de boas marcas nas provas de nado livre e borboleta.

Atleta do Clube de Regatas do Flamengo, Nathalia conta com fortes patrocínios, entre ele a Kpaloa, empresa líder em vendas de nadadeiras para natação e agora vai em busca de uma vaga olímpica.

“Meu objetivo é o índice olímpico. A mudança de data dá mais tempo para me aperfeiçoar nos treinamentos e buscar esse sonho”, finaliza a nadadora que busca a marca de 2min12s56 nos 200m medley. Neste momento de isolamento social ela esta no Rio de Janeiro e deve voltar em breve para Hungria.

Tags

Katinka Hosszu Kpaloa natacao Nathalia Almeida Shane Tusup

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas