Nathan Adrian nada o Pan e projeta Tóquio-2020

Campeão Olímpico conquistou três pratas e um ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima; americano superou um câncer neste ano

10/08/2019 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Nathan Adrian - Foto: Divulgação

Nathan Adrian - Foto: Divulgação

O americano Nathan Adrian, campeão olímpico dos 100m livre em 2012, está participando pela primeira vez dos Jogos Pan-Americanos. Em Lima, o nadador já tem três medalhas de prata, conquistadas nos 50m e 100m livre e no revezamento 4x100m livre masculino, e um ouro conquistado no revezamento 4x100m livre misto.

Em janeiro deste ano, Nathan divulgou em suas redes que estava com câncer no testículo. Após o tratamento e uma cirurgia, voltou a competir em alto nível em uma velocidade impressionante. Em maio desse ano já estava competindo nos Estados Unidos. No Campeonato Mundial de Gwangju, Adrian nadou as eliminatórias do revezamento 4×100m livre masculino e misto, conquistando o ouro com a equipe americana, além da prata no 4x100m medley.

Depois da cirurgia e de superar o câncer, Adrian mudou sua visão sobre a forma como enxerga a competição e o esporte. “Faço tudo diferente e penso duas vezes antes de tudo. As vezes a medalha não é o mais importante, foi isso que eu aprendi depois do câncer. Eu sonho, eu como, eu durmo pensando em medalhas, mas no fim do dia me dou conta que existem outras coisas que importantes na minha vida”, comentou depois dos 100m livre no Pan de Lima.

Nathan Adrian durante o tratamento do câncer – Foto: Divulgação

Após a medalha de prata nos 50m livre, conquistada na noite desta sexta-feira, Adrian falou  sobre a experiência de nadar os Jogos Pan-Americanos e como isso o prepara para o próximo Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

“É uma sensação muito boa competir aqui, sentir a empolgação dos que vem assistir. São meus primeiros Jogos Pan-Americanos e saber o que o significa e ver todos esses países junto é muito bom. É muito parecido com o clima das Olimpíadas. Temos a vila, uma grande estrutura. A razão pela qual eu vim para cá é para me sentir no ambiente de Jogos novamente, com uma vila internacional. Quanto mais experiencias eu tiver, melhor eu vou ficar”, disse.

Sobre os 50m livre, ele comentou: “O Bruno é incrível e super consistente. Estou feliz com meu tempo e estou sentindo que minha velocidade está voltando. Estou  muito empolgado”, falou.

Pódio dos Jogos Olímpicos de Londres-2012 – Foto: Clive Rose/Getty Images

Nathan é de longe o nadador mais condecorado desta edição do Pan. Em seu currículo soma oito medalhas olímpicas, sendo cinco de ouro, uma de prata e duas de bronze. Na última Olimpíada, no Rio-2016, o nadador americano conquistou o bronze nos 50m  e 100m livre, além de dois ouros com os revezamentos 4x100m livre e 4x100m medley.

Em Campeonatos Mundiais de piscina longa são mais 16 medalhas conquistadas. No individual, são duas pratas nos 50m livre em Kazan-2015 e nos 100m livre em Budapeste-2017 e um bronze nos 100m livre em Barcelona-2013. Ainda tem mais três pódios em Mundiais de curta e nove em Campeonatos Pan-Pacíficos.

Pódio dos 100m livre em Lima-2019 – Foto: Washington Alves/COB

Bruno Fratus, campeão dos 50m livre em Lima, comentou como é nadar ao lado do americano, que além de ser uma das estrelas dos Jogos esbanja simpatia por onde passa. “Ele é um ídolo, um cara incrível e é uma das pessoas mais bem humoradas e simpáticas. Ele passou por um câncer e está voltando com tudo. Em qualquer prova, com ele não dá para vacilar. Ele sempre esta pronto para bater na frente”, comentou Bruno.

Nathan se prepara agora para a seletiva americana para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que serão realizados no próximo ano. “A sensação  de sentir o ambiente de Jogos, de ter uma Vila de atletas e todo esse ambiente está me fazendo muito bem. Eu quero muito estar em Tóquio e vou trabalhar para isso”, finalizou.

Tags

Jogos Olímpicos Jogos Pan-Americanos Lima-2019 natacao Nathan Adrian

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas