Novos recordes na Travessia do Canal de Ilhabela

07/11/2016

Facebook Twitter

A terceira edição da Travessia do Canal de Ilhabela foi um sucesso. Ao todo 412 atletas encararam os 3,8 km de prova que passa por um dos mais belos pontos do litoral de São Paulo. Uma das peculiaridades da travessia é que a largada se dá dentro da água. Logo cedinho escunas levam todos os participantes para a Praia do Porto Grande, em São Sebastião. De lá eles partem para a Praia do Engenho D’água em Ilhabela, o ponto de chegada.

O regulamento da travessia permite que a prova seja disputada em até três percursos diferentes, dependendo da situação climática. Como o tempo este bom e o mar em perfeitas condições, foi decidido no Congresso Técnico que a travessia seria realizada no percurso leste. Neste trajeto os nadadores encaram o vento vindo de leste que pode complicar um pouco no início da prova e deixa a prova ainda mais desafiadora.

Campeão na edição inaugural do evento em 2014, Samir Barel buscava recuperar o seu título e este ano ele travou um belo duelo com Marcos Fraccaro pela vitória. Fazendo valer sua experiência para chegar a frente, ele ainda estabeleceu um novo recorde para o Canal de Ilhabela: 47min05s, superando a marca de Carlos Pavão do ano passado. Agora Samir ostenta os dois recordes da travessia, no sentido leste e sul. Lembrando que ele vem tendo uma boa temporada este ano, inclusive completando a Tríplice Coroa das águas abertas. Alexander Rehder finalizou o percurso na terceira colocação, seguido pelo editor-chefe da SWIM CHANNEL Patrick Winkler.

A equipe da ELO Academia, time dos campeões da travessia - Foto: Reprodução

A equipe da ELO Academia, time dos campeões da travessia – Foto: Reprodução

 

Na prova feminina também tivemos um novo recorde no percurso leste. Raquel Goto finalizou a travessia em 56min29s, mais de seis minutos abaixo do recorde de Juliana Machado estabelecido no ano passado. Foi uma prova bastante disputada e no fim a atleta da Elo Academia conseguiu abrir uma vantagem para a holandesa Denise van Rouwendaal que chegou apenas um minuto e meio depois. Reconheceu o sobrenome? Pois é, Denise é irmã da campeã olímpica Sharon van Rouwendaal e vive há alguns anos no Brasil. A jovem Ariadne Santos completou o pódio na terceira posição.

A Travessia do Canal de Ilhabela contou com uma megaestrutura para todos os participantes, além de dezenas de embarcações como caiaques, botes para retiradas de atletas da água e jetskis que deram suporte e apoio. Os resultados da edição 2016 já estão disponíveis no site da prova e podem ser conferidos clicando aqui.

Por Guilherme Freitas

Tags

Águas abertas Raquel Goto Samir Barel Travessia do Canal de Ilbelha