Desvendando o mito dos shakes

Caso o atleta tenha alimentação saudável e balanceada, o produto é benéfico e recomendado como parte da dieta

17/04/2018 - Renê Leite

Facebook Twitter

A utilização de estratégias para perda de peso – como medicamentos, dietas malucas e shakes – nós já conhecemos. Muito se questiona sobre o valor nutricional desses produtos e substâncias e a eficácia das dietas, o que acaba gerando certa desconfiança em uns e esperança em outros.

No meio esportivo não é diferente. O que mais se vê são pessoas fazendo seus preparados de pó para tomar antes e após a atividade física. São produtos acrescidos de vitaminas, minerais, carboidratos, proteínas e gorduras. A intenção é substituir o efeito que o alimento teria se fosse consumido.

Quando um atleta começa a usar essas substâncias e não tem alimentação saudável, acha que o produto vai suprir seu corpo da deficiência nutricional do mau hábito alimentar, o que nunca acontece. Nada substitui o alimento natural, porém, um shake é extremamente benéfico caso o atleta mantenha rotina coerente de alimentação.

Vamos pensar em uma pessoa que seja atleta ou fisicamente ativa e disponha de regime alimentar adequado, ingerindo frutas, verduras, legumes e alimentos integrais durante seus dias normais. Mas, por conta de trabalho, correria diária e trânsito, não consiga fazer boa refeição e, por fim, utilize algum desses produtos. Ingestão de shakes complementará a alimentação desse atleta.

Impreterivelmente, na base alimentar tem de existir cuidados como:

  • Bom café da manhã
  • Refeições intermediárias (lanches)
  • Consumo de água (oito a dez copos ao dia)
  • Consumo de verduras e legumes
  • Frutas (quanto mais variadas, melhor)
  • Boas noites de sono

A partir do momento em que tudo estiver organizado, e levando em conta o ritmo de vida, vale a pena fazer uso de shakes. Existem complementos energéticos à base de carboidratos e proteínas responsáveis por oferecer energia durante treinamentos e facilitar recuperação após as sessões. Também existem complementos ricos em vitaminas e minerais que podem ser usados por qualquer um em mistura com leite ou vitamina, levando ao corpo algumas substâncias importantes, principalmente no início e fim do dia.

Portanto, você que deseja fazer uso desses produtos, avalie primeiramente a alimentação. Veja se algo está faltando e se seu corpo precisa mais de mudança comportamental do que de atitude que mascare o fato de estar errando. Procure um profissional especializado para que os shakes, ao invés trazerem benefícios, não prejudiquem sua saúde.

Renê Leite

Nutricionista especialista em Fisiologia e Biomecânica do Exercício.