Poliana disputará Stand Up Paddle em Brasília

Medalhista olímpica estreia na modalidade no Lago Paraná, em Brasília, na segunda etapa do Circuito Rei e Rainha do Mar

25/05/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Poliana Okimoto - Foto: Satiro Sodré/SSPress
Poliana Okimoto - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Poliana Okimoto - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Poliana Okimoto - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Recém-aposentada da natação competitiva Poliana Okimoto vai encarar um novo desafio em sua vida: o stand up paddle. Após se despedir da natação competitiva no Desafio Elite do Rei e Rainha do Mar no ano passado na Praia de Copacabana, a medalhista olímpica afirmou que não abandonaria o esporte e se tornaria uma atleta amadora e praticante de novos desafios.

Poliana tem feito muitas atividades de yoga e pilates, que a ajudam a conciliar sua agenda de palestras, clínicas e treinamentos de natação. Porém, parte dessa promessa de incluir novidades a sua vida já foi cumprida. Na primeira etapa do Rei e Rainha do Mar deste ano, em Florianópolis, Poliana disputou o Beach Biathlon (natação + corrida) faturando uma medalha de prata e se motivando a continuar explorando novos desafios.

Em Brasília ela vai desfrutar da sensação de subir em uma prancha e remar por 4 km pela primeira vez em uma competição. Uma experiência que a deixou bem animada e ansiosa para saber como vai se sair nesta nova empreitada. Mas esta não será a única atividade de Poliana na capital federal. Ela voltará as origens nadando a prova do Sprint com 1 km de distância e disputando novamente o Biathlon, agora com o nome de Lake Biathlon com percurso de 3,5 km (1 km de natação + 2,5 km de corrida).

O Rei e Rainha do Mar terá mais duas distâncias além do Sprint: o Classic com percurso de 2 km e o Challenge com 4 km de distância. Para as duas maiores distâncias a organização do evento montará um circuito de 2 km, sendo necessário duas voltas para completar o Challenge e uma volta para a categoria Classic. No Sprint o circuito será menor e mais simples bastando os participantes completarem uma única volta.

Esta será ainda a primeira vez que o Desafio Rei e Rainha do Mar será disputado em um lago e na água doce. Nadar em um local com essas características é bem diferente da água salgada, já que há maior densidade na água e faz com que o nadador precise adaptar seu nado as condições da água. Além disso Brasília tem algumas características únicas como o clima seco e a altitude. (Veja mais detalhes no vídeo de Luiz Lima acima).

A principal novidade desta etapa fica por conta da estreia das provas de canoa havaiana no cronograma de eventos. Nesta modalidade os atletas precisam dar remadas compassadas para ganhar velocidade. Serão duas distâncias, uma de 6 km chamada de “estreantes” e outra de 12 km nomeada como “elite”. A canoa havaiana, também conhecida como Va’a ou Wa’a, comporta até seis pessoas por embarcação.

Completa ainda a grade de eventos do Rei e Rainha do Mar em Brasília as disputas de Lake Run com uma corrida de 5 km em torno do Lago Paranoá, a prova de maior distância do SUP Race que terá 8 km e as versões kids de corrida e natação para crianças entre 5 e 13 anos.

Tags

Águas abertas Desafio Rei e Rainha do Mar Lago Paranoá natacao Poliana Okimoto stand up paddle

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas