Poliana Okimoto disputa o Prêmio Brasil Olímpico 2016

21/02/2017

Facebook Twitter

O Comitê Olímpico do Brasil divulgou a relação dos atletas que disputarão o Prêmio Brasil Olímpico 2016. Como sempre acontece são escolhidos primeiro os melhores esportistas de cada modalidade olímpica e depois os três melhores no geral disputam o prêmio máximo. Desta vez só medalhistas olímpicos estão entre os indicados. E no feminino teremos a presença de uma representante dos esportes aquáticos: Poliana Okimoto, medalha de bronze na maratona aquática de 10 km e primeira nadadora brasileira a subir ao pódio olímpico.

Poliana já conquistou este prêmio uma vez. Foi em 2013 após o grande ano da sua carreira quando ela ganhou três medalhas no Campeonato Mundial de Barcelona-2013. Na ocasião ela disputou o prêmio contra Rafaela Silva e Yane Marques e era a grande favorita ao prêmio. Desta vez as chances de Poliana são menores porque ela concorre contra campeãs olímpicas no Rio-2016: novamente contra Rafaela que foi ouro na categoria até 57kg e a dupla da vela Martine Grael e Kahena Kunze, campeãs na prova 49erFX. No masculino os indicados foram Thiago Braz, campeão olímpico no salto com vara, Serginho, líbero da seleção campeã de vôlei, e Isaquias Queiroz, que ganhou três medalhas na canoagem.

Poliana Okimoto ganhou o prêmio em 2013 - Foto: Satiro Sodre

Poliana Okimoto ganhou o prêmio em 2013 – Foto: Satiro Sodre

Na natação o prêmio ficou com Etiene Medeiros. A nadadora pernambucana teve um ano intenso com resultados históricos. Nos Jogos Olímpicos do Rio-2016 atingiu a final nos 50m livre superando o recorde sul-americano na prova com 24s45 na semifinal e ainda foi semifinalista nos 100m livre. No fim da temporada brilhou no Campeonato Mundial de piscina curta em Windsor ao conquistar o bicampeonato mundial nos 50m costas e ganhar uma prata com o revezamento 4x50m medley misto.

Os demais esportes aquáticos também tiveram seus premiados. No polo aquático Felipe Perrone, líder do time no Rio-2016, foi o vencedor; nos saltos ornamentais o prêmio ficou com Hugo Parisi, finalista no Rio-2016 na plataforma sincronizada de 10 metros, e no nado sincronizado as vencedoras foram Luisa Borges e Maria Eduarda Miccuci, que terminaram a prova olímpica do dueto em 13º lugar. Em breve o COB vai lançar a eleição popular na internet para escolha dos melhores atletas e do prêmio atleta da torcida, que vai premiar o atleta mais popular do Brasil em 2016.

Por Guilherme Freitas

Tags

Águas abertas COB Poliana Okimoto prêmio Prêmio Brasil Olímpico Rio-2016