Polo aquático fora das piscinas

Crescem no Brasil eventos da modalidade realizados em locais inusitados como em cachoeiras e no mar; veja alguns exemplos

29/05/2019 - Juliana Machado

Facebook Twitter
Piscina montada no mar da Bahia - Foto: Reprodução
Piscina montada no mar da Bahia - Foto: Reprodução

Piscina montada no mar da Bahia - Foto: Reprodução

Piscina montada no mar da Bahia - Foto: Reprodução

Como mostramos na primeira coluna sobre o polo aquático aqui na SWIM CHANNEL, esta modalidade é disputada oficialmente em piscinas e tem a quadra montada em dimensões oficiais definidas pela Federação Internacional de Natação (FINA). Porém, cada vez mais vem se espalhando pelo Brasil eventos de polo aquático realizados não em piscinas e sim em locais inusitados, como em cachoeiras e no mar reunindo muitos apaixonados pela modalidade.

Obviamente esses eventos não são oficiais e geralmente, são organizados pelos próprios jogadores ou equipes. Nessas competições, que reúnem times femininos e masculinos, são as equipes quem pagam por suas inscrições. As comissões organizadoras criadas é que são as responsáveis por correr atrás de patrocinadores visando arrecadar verba para a montagem de toda a infraestrutura. Esses torneios ainda são totalmente custeados pelos atletas que arcam com suas hospedagens e transportes até os locais das partidas.

Piscina montada no mar da Bahia – Foto: Reprodução

Como não são oficiais essas competições não fazem parte do calendário da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e nem das federações estaduais. Existe apenas um torneio que conta com apoio da Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA) e da CBDA: o Circuito Open de Polo Aquático que é disputado normalmente no segundo semestre em alguma praia do litoral baiano. Em 2018, a equipe do Botafogo no masculino e do Brasília no feminino foram os campeões.

Mas na grande maioria das vezes os times são formados por atletas masters. O clima é de bastante camaradagem e amizade durante as partidas, mas claro sem deixar a competitividade de lado. Nesses eventos os atletas aproveitam para rever os velhos amigos, recordar os bons tempos de polo aquático competitivo e praticar o esporte que amam. Normalmente as competições são realizadas em datas propícias para reunir essas pessoas, como por exemplo, feriados ou fins de semana.

Polo aquático na cachoeira – Foto: Reprodução

O polo aquático é um esporte diferenciado. Mesmo após muitos atletas pararam de competir em eventos oficiais por clubes, existe a chance de reunir os velhos amigos em algum lugar ao ar livre e praticar uma apaixonante atividade esportiva. E tudo em locais totalmente diferentes da velha rotina e com lindas paisagens!

Juliana Machado

Técnica de polo aquático do Clube Paineiras do Morumby e de natação da Companhia Athletica do Morumbi e preparadora física da seleção brasileira feminina de polo aquático