Por dentro do polo aquático

Conheça um pouco mais sobre a modalidade, presente na Olimpíada desde a segunda edição dos Jogos

10/04/2019 - Juliana Machado

Facebook Twitter
Polo aquático - Foto: Satiro Sodré/SSPress
Polo aquático - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Polo aquático - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Polo aquático - Foto: Satiro Sodré/SSPress

A partir deste mês, a SWIM CHANNEL terá uma nova coluna editorial abordando assuntos ligados a uma das modalidades mais antigas do programa olímpico e que faz parte do quadro da Federação Internacional de Natação (FINA): o amado polo aquático ou, como alguns gostam de mencionar, water polo.

Esta é uma das modalidades aquáticas mais dinâmicas e foi também o primeiro esporte coletivo a ser disputado nos Jogos Olímpicos ao lado do futebol, rugby e cricket na edição de 1900 em Paris. Conhecido como uma das modalidades mais difíceis a serem disputadas, o polo aquático exige diversas funções aos jogadores como força, resistência, velocidade, habilidade com a bola, entre outras.

Polo aquático – Foto: Satiro Sodré/SSPress

Ao todo são sete jogadores atuando em uma partida, sendo um goleiro e mais seis atletas de linha. A regra básica é fazer gol no adversário. Neste esporte os jogadores não podem encostar os pés no chão de piscina e só é permitido segurar a bola com apenas uma das mãos. Apenas os goleiros é que podem agarrá-las com as duas mãos contanto que estejam a frente do gol. Quando ultrapassarem a linha do meio de campo para ajudar os demais companheiros, só podem segurar a bola com uma mão igual aos jogadores de linha.

Normalmente joga-se com cinco atacantes e mais um jogador no meio, conhecido como centro (o popular pivô em outras modalidades). Cada equipe pode ter ainda seis reservas, sendo um deles goleiro. Todos os atletas utilizam toucas com numeração para identificá-los, além do símbolo do clube ou bandeira do país para o caso de jogos envolvendo seleções nacionais. As toucas também contam com protetor de orelha, já que este é um esporte de bastante contato físico.

Polo aquático – Foto: Satiro Sodré/SSPress

A duração de uma partida oficial de polo aquático é de quatro tempos com oito minutos cada. O cronômetro também é pausado sempre que a bola parar, em lances de faltas, escanteios, paradas técnicas, etc. Ao todo são dois árbitros que comandam o jogo do lado de fora da piscina. O campo oficial para jogos no masculino é de 30m de comprimento por 20m de largura. Já para as partidas no feminino a medida oficial é de 25m de comprimento por 20m de largura.

Atualmente, os países europeus como Sérvia, Hungria, Montenegro, Croácia e Itália são os expoentes do esporte no masculino. No feminino os Estados Unidos dominam a modalidade nos últimos anos, mas Rússia, Grécia, Austrália, Itália e Espanha são outras equipes competitivas no cenário internacional.

Esta foi uma rápida introdução com explicações sobre a modalidade e início de trabalho dessa nova coluna na SWIM CHANNEL. E aguarde que em breve traremos novos assuntos para os amantes do polo aquático!

Juliana Machado

Técnica de polo aquático do Clube Paineiras do Morumby e de natação da Companhia Athletica do Morumbi e preparadora física da seleção brasileira feminina de polo aquático