Prata para Ana Marcela na Capri-Nápoli

Nadadora brasileira termina tradicional travessia italiana na segunda colocação; Allan do Carmo foi o 5º na prova masculina

07/09/2020 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Ana Marcela Cunha - Foto: Satiro Sodré/SSPress
Ana Marcela Cunha - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Ana Marcela Cunha - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Ana Marcela Cunha - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Em sua primeira competição após o período de isolamento social devido a COVID-19, Ana Marcela Cunha conquistou uma medalha de prata na tradicional Travessia Capri-Nápoli, realizada ontem na costa sul italiana. A prova de 36 km, que até ano passado fazia parte do calendário do Ultramarathon Swim Series da FINA, teve a participação de 12 nadadores. Além de Ana Marcela, o Brasil teve Allan do Carmo na versão masculina da travessia.

A brasileira, que já havia sido campeã em 2014 e 2017, buscava o tricampeonato da prova e melhorar seu recorde de 6h24min45s da prova que havia sido estabelecido em sua primeira vitória. Ana não conseguiu o tri, já que foi superada pela italiana Ariana Bridi na batida de mão. Porém, ambas nadaram abaixo da antiga marca. A italiana registrou 6h04min26s e a brasileira 6h04min27s.

Pódio feminino da Capri-Nápoli 2020 – Foto: Reprodução/Instagram

Um tempo fortíssimo e um resultado histórico, afinal a marca não foi apenas recorde feminino, mas também recorde geral. Agora Arianna é a pessoa mais rápida em todos os tempos a concluir a travessia de 36 km. A italiana superou com folga o antigo recordista, o cazaque Vitaly Khudyakov que detinha a melhor marca da história com 6h11min26s desde 2014.

As duas nadadoras não tomaram conhecimento só da história do evento, como também não deram chance para todos os demais concorrentes. E todos mesmo, entre homens e mulheres. Ariana e Ana Marcela duelaram pela vitória e chegaram a frente dos homens que ficaram para trás. Ambas chegaram quase um minuto a frente do neerlandês Marcel Schouten, campeão masculino com 6h05min07s de prova.

Pódio feminino da Capri-Nápoli 2020 – Foto: Reprodução/Instagram

Allan do Carmo também nadou a prova, sua primeira competição desde o início da pandemia de COVID-19. O nadador chegou próximo dos primeiros colocados e cruzou a linha de chegada na quinta colocação com o tempo 6h06min55s. Após a ultramaratona italiana a dupla nada no próximo fim de semana a prova de 10 km do Madeira Island Ultra Swim, na Ilha da Madeira em Portugal. O giro europeu termina no final do mês no Campeonato Francês em Jablines. Veja abaixo o pódio da Capri-Nápoli-2020.

Pódio feminino
1. Arianna Bridi (ITA) 6h04min26s (novo recorde geral e feminino)
2. Ana Marcela Cunha (BRA) 6h04min27s
3. Caroline Jouisse (FRA) 6h33min45s

Pódio masculino
1. Marcel Schouten (NED) 6h05min07s (novo recorde masculino)
2. Mattheo Furlan (ITA) 6h05min08s00
3. Alessio Occhipinti (ITA) 6h05min08s02
5. Allan do Carmo (BRA) 6h06min55s

Tags

Águas abertas Allan do Carmo Ana Marcela Cunha natacao Travessia Capri-Napoli

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas